Deputado Sílvio Costa dispara críticas contra o partido do ex-governador de Pernambuco

Em conversa com o Blog de Jamildo na terça-feira (17), o deputado federal Sílvio Costa (PSC), um dos principais aliados do senador Armando Monteiro Neto (PTB) na disputa pelo Governo de Pernambuco, rebateu as críticas do deputado federal Danilo Cabral (PSB) sobre o Pernambuco 14 e afirmou que o PSB quer implantar uma “chefocracia”, onde o que valeria era a determinação do ex-governador Eduardo Campos (PSB). 

“Estão querendo criar em Pernambuco a ‘chefocracia’. Ou seja, querem transformar Pernambuco em um Estado ‘chefocrata’. Querem eleger um candidato que não vai tomar nenhuma decisão sem consultar o chefe. Exatamente como faz o prefeito Geraldo Julio. Ou alguém em Pernambuco acha que Geraldo Julio toma alguma decisão sem consultar Eduardo”, questionou. “Agora esse povo está tão arrogante que quer se apropriar dos eventos partidários como o Pernambuco 14, que tem o objetivo de ampliar o diálogo com o povo de Pernambuco”, afirmou. Danilo havia dito que o Pernambuco 14 era uma adaptação do Todos por Pernambuco, criado por Campos. 

“As críticas de Danilo Cabral ao Pernambuco 14 não têm nenhuma aderência. Ele exerceu mal essa tarefa porque, na verdade, a tarefa que ele queria exercer era outra. Mas foi vetado pelo chefe. Aliás, até reconheço que ele seria melhor candidato que Paulo Câmara”, bateu. Para Sílvio Costa, o povo de Pernambuco vai derrotar a “chefocracia”, termo cunhado para representar a ideia de que todas as decisões do PSB giram em torno do agora presidenciável Eduardo Campos, nas próximas eleições. “Eles precisam compreender definitivamente que Pernambuco não tem dono. Aliás, Pernambuco é o berço da liberdade e da democracia”, disse.