Ministro Armando Monteiro celebra geração de 3 mil empregos em Pernambuco

Exibindo armando monteiro em petrolina.jpg
"Estamos reequilibrando a economia para que o Brasil retome o crescimento" disse Armando, em Petrolina, no sertão pernambucano. (Foto: Divulgação).

Otimista em relação à retomada do crescimento econômico do país, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, celebrou na noite desta quinta-feira (26), em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, a implantação de uma empresa de call center, com sede em Minas Gerais, que deve gerar cerca de 3 mil empregos diretos no município a partir deste ano.

“O nosso Brasil é muito maior do que qualquer dificuldade que se apresente. Algumas vozes ficam insistindo em querer impregnar um clima de pessimismo e de desalento no Brasil. Mas eu costumo dizer que os pessimistas no Brasil estão condenados a perder”, afirmou, durante a solenidade de assinatura do termo de cessão do terreno, doado pela prefeitura, à empresa AeC, que investirá cerca de R$ 26 milhões na implantação da filial. “Estamos reequilibrando a economia para que o Brasil retome o crescimento e isso vai acontecer logo, eu estou seguro”, garantiu o ministro.

Empenhado em estimular medidas para gerar empregos no Brasil, a exemplo do Plano Nacional de Exportações, Armando Monteiro fez questão de ir a Petrolina prestigiar o ato que marca a implantação da AeC em Petrolina. Junto com o prefeito Júlio Lóssio e dirigentes da empresa, o ministro ressaltou que o investimento feito no município é um exemplo de crença na retomada do crescimento: “Esse ato é uma demonstração de crença no nosso país, esse ato é a afirmação da força e da capacidade empreendedora do povo brasileiro”.

Fonte: Ascom/MDIC

Profissionais bem preparados são peça-chave para o Turismo

Em encontro virtual, ministro anuncia continuidade do programa de qualificação internacional e estudantes de Turismo e Hotelaria contam a experiência de estudar fora para o futuro da carreira e desenvolvimento do setor.

Em videoconferência on-line na manhã desta sexta-feira (27), o ministro do Turismo, Vinícius Lages, disse que tornar o Brasil um destino mais competitivo é um dos principais desafios do Ministério do Turismo. E a boa formação dos profissionais do setor, segundo ele, é a única forma de alcançar este objetivo. Ele esteve acompanhado de dois estudantes que acabam de concluir um curso de qualificação internacional em Turismo e Hospitalidade em universidades da Espanha e do Reino Unido e do coordenador de jornalismo do Canal Futura, José Brito.

A estudante paranaense Mayra Prestes Lima, de 20 anos, e o estudante paulista Fabio Fornari, de 21 anos, participaram do encontro virtual. Eles foram selecionados pelo Projeto de Qualificação Internacional em Turismo e Hospitalidade do Ministério do Turismo, que concedeu bolsas a 112 brasileiros. Entre dezembro e fevereiro eles estudaram temas como inovação, hotelaria, eventos, gastronomia e idiomas. Mayra passou quase três meses na Universidade de Alicante, na Espanha, e se impressionou com a infraestrutura e o preparo dos espanhóis para receber bem os visitantes. Já o estudante paulista Fabio Fornari, que dedicou quase 90 dias a um curso de qualificação no Edinburgh College, na Escócia, disse que boa parte das experiências internacionais podem ser replicadas no Brasil.

Durante a videoconferência, o ministro afirmou que novos países devem ser incluídos na próxima edição do projeto e que os estudantes das regiões Norte e Centro-Oeste serão mais incentivados a participar. “Além de manter a presença no continente europeu, devemos estender a iniciativa em países com alto padrão competitivo, como China, Tailândia, Austrália e países vizinhos do continente americano”, disse. Segundo ele, o Brasil tem um enorme potencial turístico e uma jornada promissora de desenvolvimento.

Com informações de Tatiana Alarcon - Ascom/Turismo

Projeto de Lei pode destinar 30% do FEM para a educação

Exibindo Miguel assina projeto de lei2.jpg
Miguel Coelho lança Projeto de Lei
para destinar 30% do FEM para a educação.

(Foto: 
Ivaldo Reges​)
Reforçar os investimentos na rede de ensino dos municípios de Pernambuco. Este é o objetivo de um Projeto de Lei de autoria do deputado estadual Miguel Coelho (PSB), que estabelece a destinação pelo menos 30% do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) para a educação. A proposta foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (27) e já deve ser analisada nas comissões legislativas na próxima semana.

Tomando por base a quantia viabilizada pelo Fundo no ano passado, o projeto deve injetar um aporte financeiro anual superior a R$ 72 milhões para educação. O recurso poderá potencializar investimentos em construção e reforma de escolas, compra de equipamentos de informática, aquisição de kits escolares entre outras ações para as redes municipais de Pernambuco.

“Com a crise de arrecadação que os municípios vêm passando, o FEM se tornou uma fonte de recursos essencial para as prefeituras. Mas é preciso garantir que esse investimento seja aplicado no que mais importa para a população. O projeto, portanto, assegura que esses recursos melhorem a educação da população, principalmente, nas cidades mais pobres de nosso estado”, explica Miguel Coelho.

O FEM foi criado em 2013 pelo ex-governador Eduardo Campos. O Fundo disponibiliza recursos nas áreas de infraestrutura urbana e rural, educação, saúde, segurança, desenvolvimento social, meio ambiente e sustentabilidade, mas sem cotas específicas para quaisquer dessas áreas. Só no ano passado, o Governo do Estado disponibilizou às prefeituras um total de R$ 241 milhões.

Fonte: Ascom/DeputadoMiguelCoelho

Ministro Armando cria grupo de trabalho para tratar do setor gesseiro

Exibindo 10991654_802883003110470_3848745359454813181_o.jpg
Armando em reunião. (Foto: Divulgação).
Em reunião no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior com os representantes do polo gesseiro do Sertão do Araripe, em Pernambuco, o ministro Armando Monteiro Neto anunciou a criação de um grupo de trabalho, coordenado pelo secretário de Desenvolvimento da Produção da pasta, Carlos Augusto Gadelha, para estabelecer as prioridades e as ações de estímulo às atividades do setor, sobretudo com a geração de novos empregos.

O encontro, realizado no gabinete de Armando, em Brasília, contou com a participação de parlamentares e representantes de sindicatos e associações do setor. O ministro se colocou à disposição para atender às demandas apresentadas pelo representante do Sindicato da Indústria do Gesso do Estado de Pernambuco (Sindugesso), Josias Inojosa Filho. O objetivo do Grupo Técnico de Trabalho é assegurar maior agilidade no tratamento dos assuntos que dizem respeito ao polo gesseiro.

Com informações da Ascom/MDIC

BC divulga nota sobre Política Fiscal com os dados atualizados até janeiro de 2015

Banco Central divulgou Nota de Política Fiscal à imprensa. (Foto: Internet).

O setor público consolidado registrou superavit primário de R$21,1 bilhões em janeiro. O Governo Central, os governos regionais e as empresas estatais apresentaram superavits de R$10,1 bilhões, R$10,5 bilhões e R$444 milhões, na mesma ordem. No acumulado em doze meses, registrou-se deficit primário de R$31,4 bilhões (0,61% do PIB), comparativamente a deficit de R$32,5 bilhões (0,64% do PIB) em dezembro de 2014.

Os juros nominais, apropriados por competência, alcançaram R$18 bilhões em janeiro, comparativamente a R$47,2 bilhões em dezembro. Contribuiu para essa redução o resultado favorável de R$10,8 bilhões das operações de swap cambial no mês, ante o resultado desfavorável de R$17 bilhões em dezembro. Em doze meses, os juros nominais totalizaram R$299 bilhões (5,81% do PIB), comparativamente a R$311,4 bilhões (6,08% do PIB) nos últimos doze meses terminados em dezembro de 2014.

O resultado nominal, que inclui o deficit primário e os juros nominais apropriados, foi superavitário em R$3 bilhões em janeiro. No acumulado em doze meses, o deficit nominal alcançou R$330,4 bilhões (6,42% do PIB), comparativamente a R$343,9 bilhões (6,71% do PIB) no mês anterior. O superavit nominal de janeiro refletiu expansões de R$39,3 bilhões na dívida bancária líquida, de R$24,6 bilhões nas demais fontes de financiamento interno, que incluem a base monetária, e de R$2,9 bilhões no financiamento externo líquido, contrabalançadas, parcialmente, pela elevação de R$63,8 bilhões na dívida bancária líquida.

Dívida mobiliária federal - A dívida mobiliária federal interna, fora do Banco Central, avaliada pela posição de carteira, totalizou R$2.138 bilhões (41,5% do PIB) em janeiro, registrando decréscimo de R$45,7 bilhões em relação ao mês anterior. O resultado refletiu resgates líquidos de R$69,6 bilhões, e incorporação de juros de R$23,9 bilhões. Destacaram-se os resgates líquidos de R$74,7 bilhões em LTN, de R$11,9 bilhões em NTN-F e de R$2,3 bilhões em NTN-C; e as emissões líquidas de R$13,1 bilhões em LFT e de R$6,3 bilhões em NTN-B. A participação por indexador registrou a seguinte evolução, em relação a dezembro de 2014: a porcentagem dos títulos indexados a câmbio permaneceu em 0,4%; a dos títulos vinculados à taxa Selic passou de 14,1% para 14,3%, devido às emissões líquidas de LFT; a dos títulos prefixados reduziu-se de 31,6% para 28,4%, pelos resgates líquidos de LTN e NTN-F; e a dos títulos indexados aos índices de preços caiu de 26,9% para 26,8%. A participação das operações compromissadas elevou-se de 26,6% para 29,7%, apresentando vendas líquidas de R$103,2 bilhões. Em janeiro, a estrutura de vencimento da dívida mobiliária em mercado era a seguinte: R$375,2 bilhões, 17,5% do total, com vencimento em 2015; R$335,6 bilhões, 15,7% do total, com vencimento em 2016; e R$1.427,2 bilhões, 66,8% do total, vencendo a partir de janeiro de 2017. No final de janeiro a exposição total líquida nas operações de swap cambial alcançou R$304,1 bilhões. O resultado dessas operações no período (diferença entre a rentabilidade do DI e a variação cambial mais cupom) foi favorável ao Banco Central em R$10,8 bilhões.

Dívida líquida do setor público - A dívida líquida do setor público alcançou R$1.885 bilhões em janeiro (38,6% do PIB), reduzindo-se 0,1 p.p. do PIB em relação ao mês anterior. O superavit primário do mês respondeu por redução equivalente a 0,4 p.p. na relação DLSP/PIB, e o efeito do crescimento do PIB nominal, por redução de 0,2 p.p. Esses fatores foram parcialmente compensados pelos juros nominais incorporados e pelo ajuste de paridade da cesta de moedas que compõem a dívida externa líquida, que responderam por elevações equivalentes a 0,4 p.p. e 0,1 p.p., respectivamente. A Dívida Bruta do Governo Geral (Governo Federal, INSS, governos estaduais e governos municipais) alcançou R$3.315,3 bilhões em janeiro, 64,4% do PIB, elevando-se 0,9 p.p. do PIB em relação ao mês anterior.

Fonte: Ascom/Banco Central 

Pernambuco terá representante jovem no Encontro de Líderes Nacionais do Banco de Desenvolvimento da América Latina

Betinho José é blogueiro, radialista e educador. 
(Foto: Divulgação).
Pernambuco contará com um representante jovem no 1º Encontro de Líderes Nacionais promovido pelo CAF - Banco de Desenvolvimento da América Latina que ocorrerá em Brasília, no dia 12 de março. O encontro reunirá jovens brasileiros de destaque no setor político, econômico, social e cultural para debater sobre a realidade do país e sobre como contribuir para o desenvolvimento do Brasil.

De acordo com José Alberto Pereira da Silva, o encontro será um importante espaço de debate e intercâmbio. "Este encontro que selecionou jovens da América Latina e especialmente do Brasil, certamente, é uma oportunidade para que as novas gerações de líderes possam trocar pontos de vista e suas perspectivas" disse Betinho.

O CAF é um banco de desenvolvimento comprometido com a melhoria da qualidade de vida de todos os latino-americanos. As ações do CAF promovem o desenvolvimento sustentável e a integração da região, além de oferecerem assessoria e apoio financeiro para os setores público e privado dos 19 países acionistas, mobilizando recursos a partir de mercados internacionais para a América Latina.

José Alberto ainda informou "Enquanto organização multilateral da América Latina e para a América Latina, o CAF tem a proposta e forte interesse em reunir jovens líderes para ouvir suas opiniões e conhecer seus pontos de vista sobre diversas questões relacionadas com seu país e sua região".

Jovem Líder Nacional - José Alberto Pereira da Silva, conhecido por Betinho José, tem 27 anos, líder comunitário no bairro de Sítio dos Pintos (Recife), formado em técnico de Rádio e TV, e estudante de jornalismo. Ele é educador social, blogueiro, radialista, militante do movimento social e ativista em defesa do Direito à Educação e Políticas Públicas para a Juventude.

Trabalho - Foi Educador social no Programa de Animação Cultural da Secretaria Municipal de Educação do Recife; Pesquisador e Articulador do Projeto Dialogando da Secretaria Especial de Juventude e Emprego do Governo do Estado de Pernambuco; Coordenador social do Programa Projovem Adolescente da Secretaria Municipal de Assistência Social do Recife; Educador social da ONG Etapas; e atualmente, é Assessor do Movimento Cultural Fazendo Arte; Agente de Redução de Danos da Secretaria Municipal de Saúde do Recife; e Coordenar do Grupo Comunitário Compasp de Sítio dos Pintos.

Pernambuco: aumento da violência já é percebido pela população

Exibindo Deputado Silvio Costa Filho.JPG
Janeiro teve 321 assassinatos, 65 homicídios a mais do que em 2014.
Com uma galeria lotada por representantes de categorias da área de segurança pública, a exemplo dos agentes penitenciários, e de entidades como o Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), a Assembleia Legislativa de Pernambuco realizou nesta quinta-feira (26) um amplo debate sobre o Pacto pela Vida e a crise no sistema prisional de Pernambuco. Além dos deputados estaduais, participaram do encontro o secretário de Justiça e Direitos Humanos do Estado, Pedro Eurico, membros de entidades sociais e de organizações populares.

A bancada de oposição de Pernambuco alertou para o aumento da violência no Estado, comprovado por números oficiais divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS). Em janeiro de 2015, Pernambuco registrou 321 assassinatos, 65 homicídios a mais do que os contabilizados em 2014.

Em fevereiro, este índice também deve crescer em relação ao mesmo período do ano passado. Só no Carnaval de 2015, por exemplo, houve um aumento nos assassinatos de 29,7% em relação à festividade de 2014. Foram 83 casos, contra 64 do ano passado. “A sensação de insegurança da população pernambucana é uma realidade que não se pode negar. É preciso enfrentar este problema”, constatou o líder da bancada de oposição na Assembleia, Silvio Costa Filho (PTB).

Silvio afirmou que a audiência pública foi o primeiro passo para que deputados e a sociedade civil organizada possam cobrar do Governo do Estado soluções efetivas para a segurança pública e o sistema prisional de nosso Estado, que ele classificou de medieval. “A partir daí, iniciaremos uma série de debates através da Comissão de Direitos Humanos para discutir temas específicos, a exemplo da situação do presídio de Itaquitinga, a violência contra a mulher, jovens e negros, além das políticas públicas para o enfrentamento ao consumo e tráfico de drogas”, detalhou.

Exibindo Deputado Edilson Silva.JPG
Expectativa é de crescimento de índice também em fevereiro.
O presidente da Comissão de Direitos Humanos, deputado estadual Edilson Silva (PSOL), afirmou que o Pacto pela Vida teve aspectos que deram certos e “aspectos que deram muito errado, e que precisam ser revistos”. Em sua intervenção na audiência pública, Edilson voltou a cobrar uma maior articulação de todo o sistema de justiça criminal. “A gente construiu uma máquina de prender gente, mas não foi capaz de construir uma máquina para tratar do direito de quem está sendo preso”.

Representante do Ministério Público de Pernambuco, o promotor de Execuções Penais Marcellus Ugiette também apontou como problema do Pacto pela Vida o fato do Estado se preocupar em apenas encarcerar, sem dar a devida atenção às políticas sociais básicas. O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, por sua vez, reconheceu problemas no sistema penitenciário de Pernambuco que, segundo lembrou, possui a maior população carcerária do Nordeste, com 31,7 mil presos, quando a capacidade é de 11 mil vagas. Quase metade dos detentos pernambucanos está atrás das grades sem ter julgamento e condenação.

Avaliando como positiva a primeira audiência pública solicitada pela bancada de oposição, o deputado estadual Silvio Costa Filho lamentou, contudo, a falta de apresentação de medidas concretas por parte do secretário Pedro Eurico. “O secretário não apresentou nenhuma proposta convincente, com ações concretas, para resolver o grande desafio do sistema prisional”, concluiu.

Com informações e o crédito das fotos: Assessoria de imprensa Bancada de Oposição

Recife tem nova gestora de Políticas Públicas de Juventude

Camila Barros é natural
do RN.
(Foto: Internet)
A potiguar e socialista Camila Barros foi nomeada para o cargo de Gestora de Políticas Públicas de Juventude na Secretaria Municipal de Juventude e Qualificação Profissional do Recife, pasta comandada pelo advogado Jayme Asfora.

Camila é colaboradora da Universidade da Juventude, da ONG Sociedade Terra Viva (STV Brasil), militante do movimento Ecossocialista e membro da Rede de Juventude Meio Ambiente e Sustentabilidade. Barros participou do Coletivo Jovem pelo Meio Ambiente, atuando na formação de COMVIDAS (Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida) nos estados do RN, BA, PE e CE. 

Já na área governamental, a jovem Camila Barros foi supervisora da Divisão de Meio Ambiente, secretária do Conselho Municipal de Saúde de Nísia Floresta (RN), além de assistente Técnica da Secretaria Estadual de Juventude de Pernambuco e Secretaria Municipal da Juventude de Carpina.

Prefeitura de Orocó, em Pernambuco, tem contas rejeita pelo Tribunal de Contas do Estado

TCE de Pernambuco rejeita contas de gestão da Prefeitura de Orocó em 2012. (Foto: Internet).

As contas de gestão da Prefeitura de Orocó, relativas ao exercício financeiro de 2012, foram julgadas irregulares nesta quinta-feira (26) pela Segunda Câmara do TCE. O interessado e ordenador de despesas foi o então prefeito, Reginaldo Crateú Cavalcanti. 

O relatório técnico foi elaborado para Inspetoria Regional de Petrolina e detectou as seguintes irregularidades: não recolhimento ao Regime Geral de Previdência de mais de 70% das contribuições devidas no exercício; ausência de justificativa de preços em processos de inelegibilidade de licitação; inobservância de recomendação do TCE para instituir o sistema de controle interno; dispensa de licitação para a contratação de serviços de divulgação de atos oficiais e ausência de controle na aquisição de combustíveis.

O conselheiro e relator do processo, Marcos Loreto, notificou o interessado para apresentação de defesa e apesar de ter solicitado prorrogação de prazo para oferecer o seu contraditório, o gestor não o fez.

Em razão disso, a Segunda Câmara julgou irregulares suas contas, processo TC 1380128-4, e aplicou-lhe uma multa no valor de R$ 7.663,95. O Ministério Público de Contas foi representado pela procuradora Maria Nilda na Sessão de julgamento.

Com informações da Gerência de Jornalismo/TCE-PE

Fernando Bezerra Coelho assume comissão permanente de Mudanças Climáticas

Exibindo FBC_senado.jpg
Senador Fernando em plenário.
(Foto: Geraldo Magelo/Agência Senado).
O Senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) assumiu nesta quarta (25) a presidência da comissão mista permanente sobre Mudanças Climáticas, composta por 13 senadores e 13 deputados federais. Um dos temas que Fernando pretende colocar em pauta na comissão é a segurança hídrica, assunto que abordou intensamente durante a campanha eleitoral de 2014. 

O Senador antecipou que pretende realizar um debate com a sociedade, contribuindo para a elaboração do Plano Nacional de Segurança Hídrica, anunciado ano passado pelo Governo Federal.

“É importante dialogar com a sociedade para que possamos oferecer ao Governo as melhores contribuições. Queremos conversar com a academia, os movimentos sociais, especialistas e entes governamentais e conhecer experiências exitosas no manejo da água. Só com planejamento e visão de futuro vamos garantir um abastecimento seguro para as pessoas e para a produção”, disse Fernando.

Fonte: Ascom/SenadorFBC

Pernambuco é destaque em feiras de turismo da Europa

Objetivo é criar novos negócios para o setor
e atrair estrangeiros para o estado. (Foto: Internet).
As belezas de Pernambuco estão em destaque em feiras de turismo da Alemanha e de Portugal. Em um evento de Lisboa, o estado brasileiro participa com apresentações culturais e presença em mesas de negócios. Já em Berlim, a gastronomia pernambucana e a cultura local serão divulgados por meio de materiais promocionais até 8 de março. A iniciativa é da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do estado em parceria com a Embratur.

Portugal e Alemanha estão entre os principais países emissores de turistas para Pernambuco, de acordo com estudo da Secretaria que analisou o perfil do turista durante a Copa do Mundo. Entre os fatores que contribuem para isso está a existência de voos diretos diários de Portugal para Pernambuco e dois voos semanais ligando o estado à Alemanha.

Entre os atrativos de Pernambuco destacam-se os belos cenários de natureza, como as praias de Fernando de Noronha, e o Carnaval, que este ano atraiu cerca de um milhão e meio de foliões.

Com informações da Embratur

Simone Santana sai em defesa dos direitos da primeira infância

Exibindo 38223a.jpg
Primeiro pronunciamento da parlamentar pontua conquistas e aponta rumos 
para o avanço nos cuidados com a faixa etária em Pernambuco. (Foto:  João Bita/Alepe).

A deputada estadual Simone Santana (PSB) estreou na tribuna da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe) na sessão plenária desta terça-feira (24) com pronunciamento sobre os desafios que precisam ser superados para garantia dos direitos da primeira infância. O tema é prioritário na atuação política da parlamentar, que pretende trabalhar pela união de esforços entre as três esferas de poder com o objetivo de criar e fortalecer políticas públicas de proteção às crianças da faixa etária compreendida de 0 a 6 anos.

“Dentro das prerrogativas do poder Legislativo, poderemos atuar sinergicamente acompanhando o orçamento e a execução de políticas públicas que beneficiem a primeira infância, assim como ampliando debates, divulgando ações, apoiando e disseminando iniciativas e fortalecendo a participação social em torno deste assunto”, pontuou.

Simone é a nova presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, e acredita que as políticas públicas voltadas para a primeira infância são fundamentais para novas conquistas femininas. A formação como médica pediatra e a experiência como coordenadora do Programa Mãe Coruja Ipojucana foram fatores decisivos para o desenvolvimento da afinidade da parlamentar com o tema.

No Brasil, a vulnerabilidade social atinge 21,6% das crianças de zero a três anos, segundo dados da ONG Todos Pela Educação. Na zona rural, a taxa sobe para 40%. “Muito ainda temos que caminhar. Decisões em instâncias centrais ainda não chegaram efetivamente na ponta. Os desafios que persistem precisam ser superados para que a igualdade de direitos exista não apenas em nossos instrumentos normativos, mas também e, sobretudo, na realidade de meninas e meninos brasileiros”, afirmou a deputada.

Com informações de Nathalia Pereira

Pernambuco ganha voo sem escalas para Cabo Verde

Grande articulador, Felipe Carreras, secretário de Turismo.
(Foto: Internet).
A partir de cinco de junho de 2015, Pernambuco contará com um voo internacional que ligará o Recife à Praia, capital de Cabo Verde - o primeiro saindo do Estado para um País africano. Operado pela Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV), o voo servirá também como conexão imediata para Lisboa (Portugal), Paris (França) e Amsterdã (Holanda). A primeira edição, saindo de Cabo Verde para a capital pernambucana, já está com 100% de lotação, segundo a TACV. O anúncio da nova rota aconteceu em coletiva de imprensa, realizada nesta quarta-feira (25), no Auditório do Centro do Artesanato de Pernambuco, no Marco Zero, Bairro do Recife.

Após o ato, o governador Paulo Câmara e o prefeito do Recife, Geraldo Julio, receberam o embaixador de Cabo Verde no Brasil, Domingos Mascarenhas, que participou da coletiva junto com os secretários estaduais Felipe Carreras (Turismo, Esportes e Lazer) e Thiago Norões (Desenvolvimento Econômico); com o presidente da Empetur, Luís Eduardo Antunes, o secretário de Turismo e Lazer do Recife, Camilo Simões, o diretor da TACV no Brasil, José Luis Nogueira, o trade turístico pernambucano e empresários locais.

Para o governador Paulo Câmara, a nova rota internacional vai impulsionar as relações institucionais e comerciais com o País africano. "Será muito importante para o nosso desenvolvimento econômico e cultural", ressaltou o governador, que também anunciou o início da operação do consulado de Cabo Verde no Recife. "A instalação do consulado será muito importante para esse trabalho que se inicia com a implantação do voo. O novo fluxo de pessoas indo e vindo vai exigir essa estrutura", pontuou o chefe do Executivo estadual.

Na ocasião, o embaixador Domingos Mascarenhas apresentou o cônsul de Cabo Verde no Recife, o pernambucano José Ricardo Galdino. "O consulado do Recife será um instrumento muito importante na condução das nossas relações no turismo e no comércio", afirmou o diplomata, dizendo que a capital pernambucana está muito próxima de Cabo Verde em termos "geográfico e cultural".

Segundo Felipe Carreras, o Recife será o segundo destino da TACV no Nordeste. "O ano de 2015 se iniciou com o anúncio de dois novos voos internacionais para o Estado. A conquista da rota para Cabo Verde é resultado do atual momento que Pernambuco vive. E representa o crescimento e a importância do Estado no País", argumentou. O secretário salientou ainda que diversas ações serão realizadas com os agentes de viagem europeus e africanos, para que eles comercializem o voo.

A aeronave que realizará a rota - um Boeing 737-800 - tem capacidade para 174 passageiros. Será um voo semanal, partindo do Recife aos sábados, sempre às 00h30, com chegada às 6h30. O retorno de Cabo Verde para a capital pernambucana será nas sextas, sempre às 20h30, com pouso no Recife às 22h20 (em virtude do fuso horário). As rotas beneficiam ainda passageiros de capitais como Aracaju (SE), João Pessoa (PB), Maceió (AL) e Natal (RN), aumentando a malha de conectividade para a economia pernambucana. As reservas das passagens já podem ser feitas nas agências de viagens ou através do site da companhia: www.flytacv.com.

"A operação oferece uma alternativa competitiva de ligação aérea para a Europa, aumentando a malha de conectividade para a economia pernambucana, o que poderá gerar novas oportunidades de negócios. Oferece, também, pela primeira vez, a conectividade com a África", destaca o diretor da TACV no Brasil, José Luis Nogueira.

Com a nova rota Recife - Cabo Verde, Pernambuco passa a contar com seis voos diretos para destinos internacionais: Lisboa, operado pela TAP; Miami, via American Airlines; Cidade do Panamá, através da Copa Airlines; Frankfurt, operado pela Condor; e Buenos Aires, através da TAM. No total, Pernambuco está conectado a 63 destinos em 30 países em todo o mundo. "Pela localização privilegiada, grandes atrativos turísticos e trabalho intenso, Pernambuco está se tornando o grande hub de voos internacionais no Nordeste", informa o presidente da Empetur, Luís Eduardo Antunes.

Fonte: Ascom/ImprensaPE

Armando assume comando da Agência Brasileira de Exportações

Exibindo apex.jpg
Ministro Armando Monteiro em reunião. (Foto: Divulgação).
O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro Neto, assumiu em Brasília a presidência do Conselho Deliberativo da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), importante plataforma de abertura de novos mercados para os produtos brasileiros. No mesmo ato, também foi empossado o novo presidente da Agencia, David Barioni.

O Conselho Deliberativo ainda tem representantes das seguintes instituições: Secretária da Micro e Pequena Empresa, Sebrae, BNDES, Confederação Nacional da Indústria (CNI), Ministério das Relações Exteriores (MRE), Câmara de Comércio Exterior (Camex) e Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB).

Entre as funções do órgão está a aprovação do estatuto social da entidade, da política de atuação institucional e a aprovação do planejamento estratégico da entidade. Além da Apex, Armando é também presidente do Conselho de Administração do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Fonte: Ascom/MDIC

Viagens de avião crescem 12,5% em janeiro

O número de passageiros transportados no mês chegou a 9,7 milhões, revela pesquisa. (Foto: Divulgação).

Um levantamento da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) mostra que o número total de passageiros transportados em voos domésticos chegou a 9,7 milhões em janeiro, o que representa uma alta de 12,5% na comparação com igual período do ano passado. Segundo a Abear, o aumento se deve a dois fatores. O primeiro deles é uma possível transferência de viagens de lazer de julho do ano passado, que podem ter sido reprogramadas por receio de aeroportos cheios durante a Copa do Mundo. A valorização do Dólar frente ao Real também pode ter estimulado o turismo pelo próprio país.

“Os números que vemos agora são a continuidade do que já se verificava no último trimestre de 2014. As companhias ampliaram seus esforços de vendas no período e os consumidores responderam positivamente”, diz o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz. Dados do Ministério do Turismo mostram que, entre os brasileiros que pretendem viajar nos próximos seis meses, mais da metade (58,5%) escolheu o avião como meio de transporte. Na segunda colocação está o carro particular (24,4%), seguido pelo ônibus (10,9%). A pesquisa do MTur pode ser acessada aqui.

Com informações da Abear

A habilitação de bairros busca aumentar a inclusão social

A maior parte do crescimento urbano na América Latina está ocorrendo
em assentamentos informais. Por isso, o objetivo é adapta-los
a melhores padrões de vida para promover a sua integração na sociedade.
(Foto: CAF/Internet).
A tendência mundial aponta para um mundo cada vez mais urbano e a maior parte deste crescimento se concentra nas cidades dos países em desenvolvimento. Este fenômeno é claramente evidente na América Latina, onde 80% da população é urbana e onde mais da metade das cidades estão arranjadas de maneira informal. O estudo Inclusão de habitantes na cidadania plena. Experiências de desenvolvimento urbano e inclusão social na América Latina (CAF, 2013) apresenta uma série de valiosas experiências na transformação física e social dos bairros mais carentes da América Latina, e analisa a implantação de planos dirigidos à habilitação dos assentamentos informais.

Também conhecidos na região como comunidades populares, bairros, vilas, comunas e povoados, estes assentamentos são formados por moradias precárias com escassos serviços básicos, o que compromete a qualidade de vida e a saúde de seus habitantes. Inicialmente, as políticas dos Estados privilegiavam a erradicação e a proibição de tais assentamentos, mas, atualmente, o foco é a adaptação dos bairros mais carentes a melhores padrões de vida e sua integração na sociedade. O estudo do CAF afirma que a habilitação de assentamentos informais se justifica não apenas na necessidade de diminuir a desigualdade existente nestas áreas, mas também nos fatores logísticos e econômicos. Além disso, destaca-se que o setor informal tem demonstrado uma capacidade de produção imobiliária em muitos casos superiores aos setores público e privado.

Os especialistas destacam que a urbanização nas cidades latino-americanas está crescendo dramaticamente e tal processo é, sobretudo, informal: agora, na região, mais de 60 cidades superam um milhão de habitantes e serão receptoras da maioria do crescimento da população. Isto implica que devem responder ao aumento da demanda por recursos, infraestrutura, serviços, trabalho e segurança para, assim, proporcionar condições de vida adequadas para os seus habitantes. Para atingir este objetivo, recomenda-se o planejamento e a execução de intervenções importantes em termos de escala e alcance. Alguns destes planos de desenvolvimento urbano na região tiveram um impacto positivo, como é o caso do Plano Integral de Desenvolvimento elaborado na comunidade de La Morán, em Caracas, Venezuela; a transformação urbana do PUI (Projeto Urbano Integral) em Medellín, Colômbia; os projetos "Barrios de Verdad", na Bolívia; e o programa "Favela Bairro", no Rio de Janeiro, Brasil.

Fonte: Ascom/CAF

Tadeu Alencar assume vice-presidência da comissão de reforma política


Exibindo IMG_4377.JPG
Único deputado pernambucano entre 
os titulares da comissão especial, Tadeu Alencar. 
(Foto: Sérgio Francês/PSB)
O deputado Tadeu Alencar (PSB-PE) foi eleito na tarde desta terça-feira (24) para a 3ª Vice-Presidência da Comissão Especial da Reforma Política, criada no início de fevereiro, na Câmara Federal, para analisar e consolidar as propostas apresentadas na Casa visando modificar a legislação eleitoral e partidária do País. O grupo - composto por 34 parlamentares titulares e mais 33 suplentes - traçou na sessão de hoje um roteiro de trabalho para as próximas semanas.

Único deputado pernambucano entre os titulares da comissão especial, Tadeu Alencar pretende atuar em sintonia com o seu partido, que marcou para a próxima quinta-feira (26) uma reunião da bancada na Câmara para fechar posição sobre os pontos polêmicos da reforma. Pessoalmente, ele se declara favorável ao financiamento público das campanhas, bem como ao fim da reeleição e à coincidência eleitoral, com a realização de pleitos para todos os cargos em um mesmo ano. “Mas vou aguardar o posicionamento oficial do PSB e vou defendê-lo na comissão”, explicou Tadeu. “A eleição para vice-presidente da comissão fortalece a representação do meu partido, o PSB, e aumenta a nossa responsabilidade de lutar por uma reforma política que atenda à expectativa da sociedade e que, melhorando a política, possa melhorar o Brasil”, acrescentou.

Tadeu Alencar destacou a aprovação dos requerimentos que preveem audiências públicas nesta primeira fase do trabalho. A comissão ouvirá entidades da sociedade civil, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), os sindicatos e outros organismos que colaboram com a discussão da reforma política, além de representantes do Executivo, Judiciário e Ministério Público.

Fonte: Ascom/DeputadoTadeuAlencar

Governo de Pernambuco firma parceria para recuperar estradas

Proinfra tem recursos para recuperar as estradas pernambucanas. (Foto: Internet).

O governador Paulo Câmara assina, nesta quarta-feira (25), com as empresas Cone S/A, M. Dias Branco, Solar Coca-Cola e R.E.D.E. Suape, um protocolo de intenções que sela parceria para recuperar três trechos da BR-101 Sul e um da PE-08, em Jaboatão dos Guararapes. A cerimônia será realizada no Palácio do Campo das Princesas, às 11h. As obras de infraestrutura estão orçadas em R$ 12,4 milhões. Os recursos serão aportados pela iniciativa privada e serão abatidos do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) das companhias.

O benefício é previsto pelo Programa de Desenvolvimento da Infraestrutura Industrial (Proinfra). Os trechos, quando recuperados, representarão avanço na mobilidade rumo ao Complexo Industrial Portuário de Suape. A expectativa é que o início das obras aconteça já em 2015, com duração prevista de seis meses. “As parcerias com o setor produtivo são fundamentais para o nosso desenvolvimento econômico. Quando fui secretário da Fazenda, tive a oportunidade no Confaz de participar da concepção do Proinfra, instrumento este que irá possibilitar a melhoria da infraestrutura do nosso Estado”, argumentou o governador Paulo Câmara.

O projeto de recuperação já está pronto e foi encomendado pela Cone S/A à JBR Engenharia, que avaliou as melhorias possíveis na mobilidade da BR-101 Sul e indicou as obras necessárias. O estudo foi doado pela empresa ao Governo do Estado para facilitar e acelerar sua execução. Hoje, mais de 100 mil pessoas se deslocam por dia de outros municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) para trabalhar em empresas próximas e vinculadas ao Complexo de Suape. “A iniciativa reforça o compromisso do Governo de Pernambuco em manter diálogo ativo com as empresas que investem e geram emprego e renda no Estado. Mostra como é frutífera a parceria entre poder público e a iniciativa privada para melhorar o ambiente de negócios e a qualidade das condições de trabalho em Pernambuco”, complementa o secretário de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões.

As intervenções realizadas serão:

Trecho
Melhorias
Avenida Dr. Júlio Maranhão – PE-08 (Final da Estrada da Batalha)
·         Implantação de 2 faixas;
·         Instalação de Passarela para Pedestres;
·         Adequação no Sistema de Drenagem;
·         Recuperação da Pavimentação;
·         Proibição de Estacionamento.
BR-101 Sul em frente à unidade da Coca-Cola
·         Alteração na localização das paradas de ônibus;
·         Reordenamento e fiscalização para impedir estacionamentos em locais proibidos.
BR-101 Sul, sentido Cabo de Santo Agostinho, no retorno em frente ao posto de gasolina Dislub que dá acesso à fábrica da Vitarella
·         Fechamento do retorno;
·         Recuperar o retorno localizado em Comporta (a 2,8 quilômetros de distância);
·         Implementação de túnel interligando BR-101 e BR-101 Antiga.
BR-101 Sul Antiga, Sentidos Recife-Cabo  e Cabo-Recife, na confluência com a rotatória do hospital Dom Hélder Câmara
·         Implementação de drenagem adequada;
·         Recuperação do pavimento.

“Nós apresentamos ao governo os gargalos que impactam na mobilidade e tivemos da equipe uma receptividade inteligente e criativa”, afirma Marcos Roberto Dubeux, CEO da Cone S/A. Já para o vice-presidente de Investimentos e Controladoria da M. Dias Branco, Geraldo Luciano, as obras de infraestrutura contempladas no projeto se revestem da mais alta importância para o adequado desenvolvimento das atividades empresariais nas áreas envolvidas, além do seguro e rápido deslocamento das pessoas que transitam e trabalham no entorno. Segundo ele, “é digno dos maiores aplausos a atitude do Governo de Pernambuco ao viabilizar tão importante investimento para o desenvolvimento econômico e social do Estado”.

Angelo Bellelis, presidente do Conselho da REDE Suape, lembra que a linha de atuação dos empresários é baseada no fator colaborativo. “Dessa forma, buscamos o ganho de ambas as partes (público e privado) para o fortalecimento daquela região. As alterações propostas vão garantir fluidez do trânsito, redução no tempo de deslocamento tanto para o transporte de cargas como para os carros particulares e veículos de transporte de passageiros”.

SOBRE A CONE S/A - A Cone é uma companhia voltada para prover soluções integradas de infraestrutura industrial e logística multimodal sob medida para os clientes, atuando próximo a portos, aeroportos e polos de desenvolvimento, gerando oportunidades de negócios e trazendo benefícios socioeconômicos para as regiões onde atua. A companhia foi criada com base em um novo conceito de "Condomínio de Negócios”, que é a combinação dos conceitos de infraestrutura, imobiliário, logística, consultoria e gestão de fundos com a missão de prover a melhor experiência de negócios para seus clientes. O conceito vai além dos conhecidos condomínios logísticos e trata-se de uma evolução dos contratos por encomenda "Built to Suit " para a prestação de um completo conjunto de serviços antes e após inicio da operação dos clientes denominado "Solution to Suit". O serviço é oferecido para empresas de diversos segmentos que buscam espaços como áreas para armazenagem, galpões industriais, centros de serviços, unidades frigorificadas, pátios, zonas incentivadas para exportação e áreas comerciais. ​A primeira iniciativa da companhia foi o Cone Suape, que vem sendo desenvolvido desde 2007 e resulta num investimento de R$ 920 milhões de investimento, até o momento, com mais de 50 clientes em operação. A segunda plataforma da Cone S/A está em implantação na Bahia. O Cone Aratu está sendo desenvolvido na retroárea do Porto de Aratu, em Simões Filho. A empresa nasceu da sociedade da acionista controladora, Conepar, formada pelos acionistas da Moura Dubeux Engenharia, e do Fundo de Infraestrutura (FI-FGTS), gerido pela Caixa Econômica Federal.

SOBRE A R.E.D.E. SUAPE - A R.E.D.E. Suape reúne, há aproximadamente um ano, cerca de 70 empresas instaladas no Complexo Industrial Portuário de Suape e no seu entorno. O objetivo é discutir práticas e políticas públicas, ponderando as necessidades e interesses comuns para o pleno desenvolvimento das atividades das empresas, assim como os objetivos do Governo de Pernambuco. Por isso, promove ações de integração entre todos os setores, realiza mapeamentos das áreas, fomenta discussões e trocas de experiências.

SOBRE A SOLAR COCA-COLA - A Solar BR é segunda maior engarrafadora do Sistema Coca-Cola Brasil e uma das 15 maiores do mundo, além de ser a maior com capital nacional. A empresa nasceu da integração de três fabricantes (Norsa, Renosa e Guararapes) e opera, desde julho de 2013, em 12 estados do Brasil – toda a Região Nordeste, além de Mato Grosso e partes de Tocantins e de Goiás. Possui 16 mil funcionários, distribuídos em 13 fábricas e 34 centros de distribuição, com capacidade para produzir mais de três bilhões de litros de bebida/ano para atender a mais de 320 mil pontos de venda.

SOBRE A M. DIAS BRANCO - A M. Dias Branco é a maior empresa brasileira de Massas e Biscoitos do Brasil, segundo a Ac Nielsen, sendo, em faturamento, a sexta maior do mundo em Massas e a sétima maior do mundo em Biscoitos, segundo a Euromonitor. Com origem e sede no Nordeste, a Empresa gera, em todo o País, mais de 17 mil empregos diretos, possuindo plantas industriais no Nordeste, Sudeste e Sul do Brasil, e mais de 25 filiais comerciais, cobrindo todo o território nacional. Além de Biscoitos e Massas, a Empresa também atua no segmento de margarinas, farinha de trigo, mistura para bolos, bolos, snaks e torradas, tudo produzido em plantas que empregam a mais moderna tecnologia existente no mundo, tendo, inclusive, certificações de qualidade ISO 9.000; 9.001 e 14.000. No Estado de Pernambuco a M. Dias Branco opera há dezenas de anos, tendo expandido ainda mais sua presença e investimentos no Estado ao adquirir, em 2008, a Vitarella, e em 2011 a centenária Pilar – investindo na forte expansão dessas marcas e na geração de empregos no Estado - estando, ainda, com novo projeto de investimento na construção de um moderno moinho de trigo no Estado.

Fonte: Ascom/ImprensaPE

Parques nacionais brasileiros batem recorde de visitações

Ministro do Turismo, Vinicius Lages.
(Foto: Internet/Divulgação).
"Crescimento reflete tendência mundial de busca pelo turismo de natureza e Brasil desponta como um dos principais destinos".

O país de maior potencial em turismo de natureza do mundo, de acordo com estudo do Fórum Econômico Mundial, registrou, em 2014, um número recorde de turistas brasileiros e estrangeiros em seus parques nacionais. Apenas o da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro, recebeu 3,1 milhões de visitantes, número que cresce ano a ano desde 2011. Da mesma forma, o Parque do Iguaçu (PR), famoso pelas Cataratas, também alcançou um número inédito: mais de 1,5 milhão de pessoas.

O ministro do Turismo, Vinicius Lages, afirma que o órgão prepara as cidades do entorno para lidar com o aumento de visitantes, investindo em qualificação profissional, e viabiliza recursos para a infraestrutura dos parques em parceria com o ICMBio. “O potencial de crescimento é enorme. As belezas naturais podem atrair um número cada vez maior de visitantes”, disse. A visitação de parques nacionais passou de 1,9 milhão em 2006 para seis milhões em 2013. Os números de 2014 ainda não foram fechados pelo Instituto Chico Mendes (ICMBio), responsável pela administração dos parques.

Os Estados Unidos registram mais de 282 milhões de pessoas nos 401 sítios administrados pelo National Park Service, órgão federal responsável pelos parques americanos. Eles geraram US$ 30 bilhões de receita e 252 mil empregos com a visitação desses parques.

A procura pelo turismo de natureza é uma tendência mundial. Segundo a Organização Mundial do Turismo, a expansão do segmento está entre 15% e 25% ao ano. A fim de preparar o país para atender a essa demanda, o Ministério do Turismo considera a estruturação dos parques e o aumento das visitações como prioridade estratégica do Plano Nacional do Turismo (PNT).

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) é um exemplo de como o investimento em infraestrutura pode impulsionar a visitação. O recorde de público foi no ano passado - 39 mil turistas, quase 10 mil a mais do que em 2013 . O resultado se deve, segundo Carla Guaitanele, chefe da unidade, a dois fatores: deixou de ser obrigatória a presença de guias acompanhando os turistas e foi concluída uma obra de asfaltamento da rodovia que leva à Vila de São Jorge, no município de Alto Paraíso (GO), porta de entrada para a Chapada.

Outro exemplo de parque que registrou recorde de visitação é o de Itatiaia, no Rio de Janeiro. Com localização privilegiada, próximo a grandes centros emissores de turistas, como São Paulo e Rio de Janeiro, e com fácil acesso por meio de rodovias, o Parque Nacional de Itatiaia recebeu 118 mil turistas em 2014.

Turismo sustentável - Em janeiro, uma resolução das Nações Unidas reconheceu o turismo sustentável como ferramenta para viabilizar economicamente a proteção de unidades de conservação, bem como para o desenvolvimento local. “A resolução da ONU prova a relevância do turismo e pede ações específicas, além de ajudar governos a priorizar atividades que tornem o turismo uma das forças para o bem. Mas isso deve ser feito, ao mesmo tempo em que sejam eliminados os impactos do turismo nos recursos naturais. Eficiência é algo com o qual estamos preocupados”, avalia Dirk Glaesser, diretor do programa de desenvolvimento sustentável da Organização Mundial do Turismo (OMT).

Com informações de Gustavo Henrique Braga (Ascom/Turismo)

Audiência pública debaterá efeitos da Seca em Pernambuco

Exibindo Miguel 24021.jpg
Miguel Coelho é presidente da Comissão de Agricultura, na Alepe. (Foto: Divulgação).

Uma das maiores estiagens da história de Pernambuco será tema de uma audiência pública na Assembleia Legislativa. O deputado estadual Miguel Coelho (PSB) teve aprovado, nesta terça-feira (24), um requerimento para a realização de um debate que vai apurar os danos causados pela falta de chuvas e discutir ações para minimizar os efeitos que já colocaram mais de 70 municípios pernambucanos em estado de emergência.

A audiência pública será realizada no dia 17 de março e contará com representantes do Governo do Estado, do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), sindicatos rurais, movimentos sociais entre outras entidades. “A seca deixou de ser um problema isolado do Sertão e está atingindo diversas regiões do nosso estado, que se agrava ainda mais com o prolongamento do quarto ano consecutivo de estiagem”, resumiu em discurso no plenário, Miguel Coelho.

Pernambuco, segundo o DNOCS, é o estado mais afetado pela Seca no Nordeste. A estiagem já colocou diversos reservatórios de água em colapso, principalmente, em cidades do Sertão e Agreste. “É de conhecimento público que mais de 110 municípios pernambucanos estão sofrendo com algum tipo de racionamento, que mais de 70 cidades já decretaram estado de emergência e que mais de 20 barragens estão operando com o volume morto”, alertou o socialista.

A audiência será coordenada pela Comissão de Agricultura, da qual Miguel Coelho é presidente. Também farão parte da coordenação do debate os membros das comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico.

Fonte: Ascom/DeputadoMiguelCoelho

Banco Central divulga nota do setor externo à imprensa

A nota do setor externo à imprensa com os dados
atualizados até janeiro de 2015.
O balanço de pagamentos registrou superavit de US$562 milhões em janeiro. As transações correntes foram deficitárias em US$10,7 bilhões, acumulando, nos últimos doze meses, deficit de US$90,4 bilhões, equivalente a 4,17% do PIB. A conta financeira apresentou ingressos líquidos de US$10,8 bilhões, destacando-se os investimentos estrangeiros em carteira, US$9,7 bilhões, e os investimentos estrangeiros diretos, US$4 bilhões.

A conta de serviços apresentou deficit de US$3,6 bilhões no mês, 8,3% acima do registrado em janeiro de 2014. As despesas líquidas com transportes somaram US$670 milhões, recuo de 9,6% na mesma base de comparação. O item viagens internacionais registrou despesas líquidas de US$1,7 bilhão, acréscimo de 11,9%, comparativamente ao ocorrido em janeiro do ano anterior. O resultado foi influenciado pela elevação de 4,1% nos gastos de turistas brasileiros em viagens ao exterior e redução de 13,8% nos gastos de viajantes estrangeiros ao Brasil. Destacaram-se as elevações nas despesas líquidas em computação e informações, 27,5% e em royalties e licenças, 1,6%, e o recuo nas despesas líquidas com aluguel de equipamentos, 9%.

As remessas líquidas de renda para o exterior totalizaram US$4 bilhões no mês, recuo de 9,4% na comparação com janeiro de 2014. As despesas líquidas de lucros e dividendos somaram US$1,7 bilhão, ante US$2,5 bilhões no mesmo mês do ano anterior, enquanto as despesas líquidas de juros atingiram US$2,3 bilhões, 20,4% acima do resultado no período comparativo. As saídas líquidas de renda de investimento direto totalizaram US$1,6 bilhão, 31,1% inferiores ao observado em janeiro de 2014. As remessas líquidas de renda de investimentos em carteira somaram US$2 bilhões, resultantes de despesas líquidas de lucros e dividendos, US$324 milhões, e de juros de títulos de renda fixa, US$1,7 bilhão. A despesa líquida de renda de outros investimentos somou US$405 milhões, redução de 23,4% comparado a janeiro do ano anterior.

As transferências unilaterais registram ingressos líquidos de US$98 milhões, recuo de 51% em relação a janeiro de 2014. O ingresso bruto de manutenção de residentes somou US$136 milhões, redução de 15,5% no mesmo período comparativo.

Os investimentos brasileiros diretos no exterior registraram aplicações líquidas de US$5,3 bilhões, compreendendo aplicações líquidas de US$7,2 bilhões em aquisição de participação no capital de empresas no exterior, enquanto os ingressos líquidos provenientes de empréstimos intercompanhias de filiais no exterior às matrizes brasileiras somaram US$1,9 bilhão.

Os investimentos estrangeiros diretos somaram ingressos líquidos de US$4 bilhões. Os ingressos líquidos em participação no capital de empresas no País atingiram US$2,4 bilhões, enquanto os desembolsos líquidos de empréstimos intercompanhias totalizaram US$1,6 bilhão. Em doze meses, os ingressos líquidos de IED somaram US$61,3 bilhões, equivalentes a 2,83% do PIB.

Os investimentos estrangeiros em carteira apresentaram ingressos líquidos de US$9,7 bilhões em janeiro, compostos por ingressos líquidos de US$1,7 bilhão em ações e US$8 bilhões em títulos de renda fixa. Os ingressos líquidos em investimentos em títulos de renda fixa negociados no País atingiram de US$8,2 bilhões. As amortizações líquidas de bônus públicos negociados no exterior, incluindo recompras em mercado secundário, somaram US$203 milhões. As amortizações líquidas de notes e commercial papers apresentaram US$130 milhões no mês. As operações em títulos de renda fixa de curto prazo negociados no exterior somaram ingressos líquidos de US$46 milhões.

Os outros investimentos brasileiros no exterior apresentaram retornos líquidos de US$146 milhões, compreendendo, dentre outros, redução de US$1,3 bilhão no saldo de depósitos mantidos por bancos brasileiros no exterior e expansão de US$1,4 bilhão em depósitos de empresas não financeiras. Os ingressos líquidos de empréstimos e créditos comerciais de curto prazo concedidos ao exterior somaram US$71 milhões no mês.

Os outros investimentos estrangeiros no País registraram ingressos líquidos de US$1,7 bilhão. O crédito comercial de fornecedores somou desembolsos líquidos de US$1,1 bilhão, concentrados em operações de curto prazo. Os empréstimos de médio e longo prazos somaram ingressos líquidos de US$661 milhões, influenciados por desembolsos líquidos de empréstimos diretos, US$927 milhões.

Reservas internacionais - As reservas internacionais no conceito liquidez totalizaram US$372,2 bilhões em janeiro de 2015, redução de US$1,9 bilhão em relação ao mês anterior. No mês, o estoque de linhas com recompra atingiu US$10,4 bilhões, recuo de US$100 milhões em relação à posição de dezembro de 2014. A receita de remuneração das reservas somou US$225 milhões. As variações por preços elevaram o estoque em US$2,1 bilhões, enquanto as variações por paridades provocaram diminuição de US$4,4 bilhões. No conceito caixa, o estoque de reservas atingiu US$361,8 bilhões em janeiro, redução de US$1,8 bilhão em relação ao mês anterior.

Dívida externa - A posição da dívida externa bruta estimada para janeiro manteve-se estável em relação ao montante estimado para dezembro de 2014, totalizando US$348,7 bilhões. A dívida externa estimada de longo prazo atingiu US$292,6 bilhões, redução de US$369 milhões, enquanto o endividamento de curto prazo somou US$54,1 bilhões, elevação de US$385 milhões no mesmo período.

Dentre os determinantes da variação da dívida externa de longo prazo no período, destacam-se os empréstimos tomados pelo setor não financeiro de US$645 milhões e a redução provocada pela variação por paridades de US$1 bilhão. A variação da dívida externa de curto prazo no período é explicada principalmente por empréstimos de curto prazo tomados pelo setor não financeiro de US$398 milhões.

Fonte: Ascom/BC

Teresa Leitão exige que Governo do Estado pague o piso dos professores

Exibindo Deputada Teresa Leitão.jpg
A parlamentar participou do seminário
do Fórum Estadual de Educação. (Foto: Ascom).
A deputada Teresa Leitão (PT) fez um apelo, nesta segunda (23), pelo reajuste, em 13%, do valor do piso salarial dos professores em Pernambuco. Teresa explicou em plenário que o Governo Federal anunciou o percentual em janeiro deste ano, mas o valor ainda não foi repassado à categoria pelo Governo de Pernambuco.

Teresa disse que o governador Paulo Câmara não está cumprindo a promessa feita durante a campanha de dobrar o valor do piso salarial. A parlamentar ressaltou que o Poder Executivo está acumulando dívidas, uma vez que o pagamento do reajuste vai precisar ser retroativo ao mês de janeiro.

A deputada cobrou a valorização do magistério e afirmou que Pernambuco tem hoje 17 mil professores trabalhando em contratos temporários. Ela considera o número muito alto se comparado à quantidade de profissionais efetivos. Teresa defendeu que essas questões precisam ser resolvidas antes da aprovação do Plano Estadual de Educação, que deve ser apreciado pela Assembleia até 25 de junho. A proposta está sendo tratada em um seminário do Fórum Estadual de Educação, realizado até essa terça (24), com a participação da parlamentar.

Em aparte, Edilson Silva (PSOL) criticou o atraso do Governo em se pronunciar sobre o reajuste do piso salarial dos professores. Ele afirmou que os gastos públicos estão sendo direcionados para setores considerados por ele desnecessários, como publicidade institucional.

Já o líder da Oposição, Sílvio Costa Filho (PTB) parabenizou Teresa por ter assumido a presidência da Comissão de Educação. Ele também cobrou posicionamento do Governo sobre o piso dos professores e pediu aos deputados da base aliada que articulem a negociação, apontando a situação precária da educação em Pernambuco.

Durante o tempo de liderança, o deputado Waldemar Borges (PSB) informou que a mesa de negociação do Governo sobre educação promoveu reunião semana passada, iniciando os debates sobre as questões registradas por Teresa Leitão.

Com informações da Rádio Alepe