Conselho Federal de Psicologia divulga nota de repúdio acerca de declarações da psicóloga Marisa Lobo

A Comissão de Direitos Humanos do Conselho Federal de Psicologia (CFP) divulgou nota de repúdio acerca de declarações da psicóloga Marisa Lobo que tratam das experiências de gênero e sexualidade das crianças.

“A prática da Psicologia deve respeitar o imperativo da laicidade nos processos de produção de conhecimento. A confusão entre ciência e religião torna o trabalho técnico-científico da Psicologia incongruente em seus próprios parâmetros de confiabilidade e de validade e com a ética profissional estabelecida”, afirma a nota.

Leia o documento na íntegra: http://bit.ly/1UfavbL