Marcelo Gouveia pode ser condenado por campanha antecipada em Paudalho

O Ministério Público Eleitoral pediu a condição do pré-candidato a prefeito de Paudalho pelo PSD, Marcelo Gouveia, por ter realizado campanha extemporânea no período carnavalesco na cidade de Paudalho.

O pessedista distribuiu adesivos de carro e praguinhas que faziam referência a sua postulação eleitoral. Além disso, houve a divulgação de músicas e vídeos que deixavam clara sua intenção de captar votos e antecipar a disputa eleitoral, práticas estas que ferem a legislação eleitoral. Com isso, a assessoria jurídica do PSB Paudalho ajuizou uma representação eleitoral pedindo a condenação do pré-candidato e pagamento de multa no valor de 25 mil reais.

O Ministério Público Eleitoral deu parecer favorável ao pedido do PSB e ratificou o pedido de condenação contra Marcelo Gouveia. Vale destacar no parecer as palavras do Promotor Carlos Seabra: “Tanta propaganda, com a precha de promoção pessoal, no volume em que se dá, é intencional e possui um único objetivo subliminar, o voto, é claro! (…) Por todo o exposto o Ministério Público Eleitoral da 17ª Zona Eleitoral manifesta-se pela TOTAL PROCEDÊNCIA DO PEDIDO FORMULADO NA INICIAL.” O parecer segue agora para a decisão da Justiça Eleitoral.

Informações do Boka no Trombone.