“Tivemos o melhor e maior Carnaval de rua do Brasil”, afirmou Geraldo Julio

Mais uma vez a cidade do Recife fez uma festa para encher de orgulho recifenses e visitantes. De acordo com organização e com os próprios foliões, o Carnaval 2017 foi a maior festa de rua do Brasil, se destacando pela eficiência dos serviços e ainda pela segurança. Cerca de 1,3 milhão de pessoas circularam pelos 47 polos oficiais montados pela Prefeitura do Recife espalhados pela cidade. Na tarde desta quarta-feira (1º), o prefeito Geraldo Julio comandou a coletiva de imprensa de balanço do evento e apontou números que comprovam o sucesso desta edição.

“Estamos muito felizes com o resultado do Carnaval do Recife. Os artistas deram, literalmente, um show, mais uma vez o folião fez um grande Carnaval, muito alegre, de paz, um carnaval de muita gente nas ruas, espontâneo. A infraestrutura funcionou, a segurança funcionou, todos os serviços funcionaram”, declarou o prefeito Geraldo Julio, que ainda mencionou o incremento na ocupação da rede hoteleira , que no ano passado foi de 90% e este ano subiu para 97%, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH).



De acordo com uma pesquisa encomendada pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer ao Centro Integrado de Pesquisas e Comunicação (Cipec), o Carnaval do Recife 2017 superou ou atendeu às expectativas de 87,7% dos turistas. Dos entrevistados, 97,4% pretendem voltar para brincar Carnaval no Recife e 98,5% recomendam a festa, que foi considerada ótima ou boa por 90,2% dos visitantes.

“Estamos comemorando estes números e só tivemos índices satisfatórios, nossos turistas saíram satisfeitos. Fizemos realmente uma festa para ficar na memória dos foliões”, afirmou a secretária de Turismo, Esportes e Lazer, Ana Paula Vilaça.

Os visitantes também destacaram a decoração, que este ano exaltou a arte urbana, com desenhos feitos por grafiteiros, como o principal ponto positivo da festa, sendo citado por 27,7% dos entrevistados. Os shows gratuitos , os blocos de rua, a animação da cidade, bandas locais e cultura local também foram lembrados. “Foram mais de 2 mil apresentações, em quase 50 polos com o melhor que temos aqui na nossa terra”, disse o presidente da Fundação de Cultura, Diego Rocha.

Durante a entrevista coletiva foi feita uma homenagem aos trabalhadores e trabalhadoras que participaram da organização do Carnaval do Recife. Um integrante de cada um dos serviços prestados pela Prefeitura do Recife, entre garis, varredores, orientadores e agentes de trânsito, guardas municipais, fiscais de controle urbano e outros representaram o corpo de servidores da Prefeitura que se mobiliza para a maior festa de rua do Brasil.



"Tivemos uma festa muito bonita e ela só foi possível porque tivemos uma grande equipe, super competente e dedicada nos bastidores. Esses trabalhadores, todos que atuaram no Carnaval em todas as funções, órgãos vinculados e todos os trabalhadores da Prefeitura do Recife estão de parabéns. A eles, a vocês todos aqui presentes, o meu muito obrigado", disse o prefeito Geraldo Julio

A mobilidade foi outro destaque da festa. Novas intervenções de trânsito com novas interdições para automóveis particulares, priorizando o transporte coletivo e táxis garantiram mais fluidez para a chegada e saída dos polos, especialmente nos polos centrais. O Expresso da Folia e os estacionamentos gratuitos no bairro do Recife repetiram o sucesso de anos anteriores. A Ponte Duarte Coelho, onde foi montada a estrutura do Galo da Madrugada, já está liberada para o tráfego normal de veículos. A expectativa da CTTU é que o trânsito do Recife volte a normalidade com todas as vias liberadas para a passagem de veículos ainda no fim desta tarde, exceto no Cais da Alfândega, onde está montado o palco utilizado no festival Rec-Beat, com previsão de desmontagem às 14h do sábado (4).

Outro ponto de destaque foi o Carnaval Acessível, que este ano fez o traslado de pessoas com deficiências em vans adaptadas e teve um guichê especial com atendimento acessível dentro da Central do Carnaval, com toda a estrutura para atender esses foliões. A Central do Carnaval como um todo atendeu a 400 mil pessoas nos cinco dias de festas, que contou, cada um deles com 600 agentes da Guarda Municipal auxiliando a Polícia Militar na segurança do evento.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Postagens mais visitadas deste blog

Reitora da UFRPE e secretário de Educação realizam reunião sobre creche escola em Dois Irmãos

Rodrigo Coutinho inicia reuniões da Comissão Especial do Plano Diretor do Recife na Câmara

TCE alerta DER para irregularidades na execução de contrato da BR-101

Após polêmica, Comissão de Cidadania define Juntas na presidência

Coluna do #BlogPautaPolítica

Em primeiro discurso na ALEPE, João Paulo Costa destaca prioridades do seu mandato

Coluna do #PautaPolíticaPE

"Vocês são considerados bandidos e assassinos", disse deputado ao presidente da Vale

Casal de bonecos, Zé Pereira e Vitalina, fazem tradicional viagem de barco pelo Velho Chico para anunciar o Carnaval

Wanderson Florêncio defende parque na Zona Sul do Recife e enfrenta protestos