Política imigratória de Trump deve impactar no setor de administração de casas de Férias em Orlando

Volume de empresas especializadas neste setor aumentou nos últimos anos no estado americano da Flórida. Nem todas possuem licenças ou autorizações de trabalho para seus proprietários nos Estados Unidos.

A política imigratória mais ostensiva aplicada pelo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem causado temor entre investidores brasileiros que aproveitaram o período de valorização do real frente ao dólar e compraram suas casas de férias em Orlando-Fl. O aumento no volume da venda de imóveis incrementou também o mercado empresarial de imobiliárias administradoras que agora podem ter sua legalidade investigada.


O que preocupa inúmeros brasileiros, proprietários de casas de férias na cidade, é a falta de legalidade da empresa que administra seus imóveis. Embora registradas, em alguns casos, os empresários donos destas empresas não possuem autorização legal da imigração americana para trabalhar no País.

O Departamento de registro de empresas do estado da Flórida não exige documentação e visto para abertura de empresas. Contudo, brasileiros em situação de imigração irregular nos Estados Unidos, aproveitam dessa brecha na lei para registrar compahias na área de administração de imóveis e agora, a partir do plano de investigação dos agentes de imigração, podem acabar deportados.

PESQUISA DE STATUS IMIGRATÓRIO - Para o brasileiro Márcio Teixeira, Diretor da Fidelity Vacation Homes, uma das maiores empresas de administração de imóveis em Orlando-FL, a pesquisa sobre o histórico e situação imigratória dos donos da empresa em Orlando deve ser requisito fundamental para quem tem casa de férias e busca administradora.

“O trabalho de administração do imóvel envolve, via de regra, uma representação do proprietário aqui nos Estados Unidos. É a empresa administradora que, de posse de todas as informações pessoais, bancárias do dono da casa, faz pagamentos de impostos e custeia manutenções”, explica Márcio.

Segundo o Diretor, uma falha comum dos brasileiros que procuram administradoras para seus imóveis é confiar que todas as empresas possuem licenças e estão aptas para atuar no setor nos Estados Unidos. O empresário defende que o primeiro ponto para confiança no serviço deve ser a consonância da empresa com as leis imigratórias vigentes nos Estados Unidos.

“Essa questão imigratória dos proprietários é apenas um ponto a ser investigado. Diversas licenças são requeridas para funcionamento de uma empresa neste setor em Orlando-FL. A legislação é rigorosa e o proprietário precisa estar atento para evitar prejuízos ao contratar uma empresa que não está consolidada ou não possui autorização para funcionar neste mercado”, afirma Márcio Teixeira.

PRECAUÇÕES - Além da contratação de uma empresa legalizada com proprietários autorizados a trabalhar nos Estados Unidos, o dono da casa deve ter, entre diversas precauções, as seguintes: contratar empresa que apresente sistema de verificação financeira para averiguar se os impostos e taxas de seu imóvel estão sendo pagos regularmente; estar atento para evitar que sua casa esteja sendo alugada ou emprestada sem o seu conhecimento; buscar empresa estruturada com departamento exclusivo de manutenção dos imóveis, etc.

CASAS DE FÉRIAS - Em franco crescimento o setor já soma mais de 36 mil casas para veraneio em Orlando-FL. Famoso destino pelos parques da Universal Estúdios e Disneyworld, a cidade atrai público record segundo as Organizações Visit Florida e Visit Orlando. O negócio visa alugar casas inteiras para famílias que desejam se hospedar nos imóveis ao invés de hotéis da cidade.


Fonte: Assessoria de Imprensa