OAB Pernambuco criará selo ambiental e protocolo de sustentabilidade

Em um gesto que reforça a sua preocupação com a sociedade na qual está inserida e a busca pelo equilíbrio entre a atuação humana e a proteção ambiental, a OAB Pernambuco está elaborando um protocolo próprio de sustentabilidade e racionalização do uso de materiais e serviços. Ele será aplicado na sede da Seccional e nas 25 Subseções em funcionamento no estado.

Como parte da iniciativa, haverá ainda a instituição de um Selo que será concedido às sociedades advocatícias, melhorando a eficiência e reduzindo o impacto ambiental gerado por elas nas suas atividades. “A criação do Selo OAB Ambiental pretende incentivar e disseminar o desenvolvimento e a implantação de boas práticas de responsabilidade ambiental na OAB Pernambuco e nos mais de mil escritórios de advocacia existentes no estado. Também queremos sensibilizar e capacitar os operadores jurídicos em relação à gestão socioambiental e o Selo chancelará aqueles que aderirem à proposta e cumprirem o compromisso firmado”, explicou o presidente da Ordem no estado, Ronnie Preuss Duarte.

De acordo com o gestor, na primeira etapa, a OAB-PE aplicará as práticas e depois as colocará como modelo para a iniciativa privada. “Estamos elaborando um calendário com ações, prazos de execução e metas a serem atingidas, levantando custos e estudando a viabilidade técnica e operacional de algumas medidas. Depois procuraremos os escritórios para incentivar a adesão à agenda ambiental. Nosso Selo será uma certificação devidamente auditada e com potencial de replicabilidade para toda a sociedade civil”, acrescentou.

A redução de resíduos sólidos e a utilização de produtos que causem menos danos ao meio ambiente estão entre os objetivos a serem buscados pela OAB-PE com a novidade. Para isso, de maneira estratégica, a Ordem deverá adotar medidas como implantação de coleta seletiva, eliminação do uso de copos descartáveis por parte de funcionários e aquisição de papel certificado para a impressão de documentos e cópias, entre outras ações.

A entidade também analisa a destinação de material reciclável a cooperativas legalizadas, instalação de sensores de presença para diminuição no consumo de energia elétrica, elaboração de programa contra desperdício de recursos, capacitação dos corpos gerencial e funcional e realização de parcerias com entidades do setor ambiental. A nova sede da OAB Pernambuco, atualmente em fase de conclusão, já obedecerá ao novo padrão de diretrizes em construção.

Mais - A criação do Selo OAB Ambiental e do protocolo de boas práticas de sustentabilidade foi anunciada pelo presidente Ronnie Duarte em recente reunião com a Comissão de Meio Ambiente da entidade. Na ocasião, também ficou decidida a instalação de uma Subcomissão exclusiva para estruturar a padronização das condutas. O comitê será formado pelos advogados Cristiano Carrilho Silveira de Medeiros (presidente), Daniel Pernambucano de Melo (vice-presidente) e Gabriel Fernandes Angelo (secretário).

Fonte: Assessoria de Comunicação

Postagens mais visitadas deste blog

Reitora da UFRPE e secretário de Educação realizam reunião sobre creche escola em Dois Irmãos

Rodrigo Coutinho inicia reuniões da Comissão Especial do Plano Diretor do Recife na Câmara

TCE alerta DER para irregularidades na execução de contrato da BR-101

Após polêmica, Comissão de Cidadania define Juntas na presidência

Coluna do #BlogPautaPolítica

Em primeiro discurso na ALEPE, João Paulo Costa destaca prioridades do seu mandato

Coluna do #PautaPolíticaPE

"Vocês são considerados bandidos e assassinos", disse deputado ao presidente da Vale

Casal de bonecos, Zé Pereira e Vitalina, fazem tradicional viagem de barco pelo Velho Chico para anunciar o Carnaval

Wanderson Florêncio defende parque na Zona Sul do Recife e enfrenta protestos