Maciel Salú apresenta show inédito e gratuito em Tracunhaém neste sábado (21)

Até o final de 2017, Circulação Nordeste e Circulação Nacional do artista terão percorrido por Brasília-DF, Curitiba-PR, João Pessoa-PB, Natal-RN, Salvador-BA, Olinda-PE, São Paulo-SP e Recife-PE. O cantor, compositor e rabequeiro Maciel Salú leva o seu mais recente espetáculo para Tracunhaém, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, neste sábado (21/10), a partir das 21h. O show, que faz parte da sua turnê Nordeste será na Rua Padre João Ribeiro, no centro da cidade, gratuito e aberto ao público. Até o final de 2017, o artista levará a nove cidades do Brasil um espetáculo inédito, formado por músicas do seu mais recente álbum, “Baile de Rabeca”, canções dos seus três primeiros discos e novas composições que farão parte do seu próximo álbum. Junto com sua rabeca e sua banda, o músico ainda vai circular por Curitiba|PR, João Pessoa|PB, Natal|RN, Salvador|BA, Olinda|PE e Recife|PE. Até agora, a turnê já passou por Brasília|DF (29/04) e por São Paulo|SP (24/09).

No dia 21 de outubro (sábado), além do show de Maciel Salú, o público contará com a apresentação da Ciranda Estrela, do Mestre Edmilson, e com a Sambada dos Maracatu Rural Águia Formosa, com Mestre Felype Silva, e do Leão Formoso de Nazaré da Mata, com Mestre Pedrinho Gabriel. As apresentações também acontecerão Rua Padre João Ribeiro, no centro da cidade, gratuito e aberto ao público.

Além dos shows, a circulação conta com a vivência “A arte transforma – Maciel Salú, sua rabeca e trajetória dos terreiros para o mundo”, onde o cantor fala sobre a sua história como Mestre e brincante dos folguedos da cultura popular e a transição como artista de palco. Em Tracunhaém, a atividade será em breve, com entrada gratuita e vagas limitadas, na sede do Projeto Azougue - Manutenção Maracatu Rural Águia Formosa. A data da atividade será divulgada em breve.

Nesta turnê, Maciel Salú celebra a rabeca. O instrumento, que é conhecido pela sua sonoridade peculiar, seu som cru e barroco de instrumento popular, ganha, nas mãos do artista, uma roupagem contemporânea, seja pelo uso dos efeitos eletrônicos de pedais, seja por se fundir a ritmos inusitados que fazem parte do repertório pessoal e cosmopolita do artista. O músico sobe aos palcos com a ânsia de apresentar ao Brasil um espetáculo repleto de criatividade, sentimento e beleza. Desta forma, o cantor espera não apenas encantar a plateia, mas cumprir sua missão como fiel difusor da arte, legado e garra da música autoral pernambucana.

Nestas apresentações, o público vai dançar ao som de um repertório formado por músicas autorais compostas ao longo dos 20 anos de carreira de Maciel Salú. O show é baseado em sua discografia solo, formada pelos discos Baile de Rabeca (2016), Mundo (2010), Na luz do carbureto (2007) e A pisada é assim (2003). Além disso, o artista ainda incluiu no setlist algumas composições inéditas, que estarão no próximo álbum de Maciel, atualmente em produção no Recife, a exemplo de “Maracatu sem lei” e “Mãe do Mar”.

Para apresentar as suas experimentações sonoras, o cantor leva consigo uma banda completa, em todos os sentidos, formada por músicos dos mais diversificados perfis. Nos palcos das nove cidades, o artista será acompanhado por Emerson Santana | bateria; Joana Melo | percussão e backing vocal; José Mário | percussão e backing vocal; Rogê Victor | baixo e backing vocal; e Sammy Barros | guitarra e backing vocal. A direção artística do show é assinada pelo próprio Maciel Salú.

Incentivo – A turnê de Maciel Salú está dividida em duas partes: Circulação Nacional e Circulação Nordeste. Ambas são realizadas pelo próprio artista em parceria com a sua produtora, a Grão – Comunicação e Cultura. As duas Circulações contam com incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura), Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Secretaria de Cultura e Governo do Estado de Pernambuco.

Social – Como forma de retribuição à vida, neste projeto, Maciel Salú realizará um show de contrapartida social no Recife. Os ingressos vendidos para esta apresentação serão revertidos integralmente para apoiar o Centro de Reabilitação e Valorização da Criança (CERVAC). A instituição do bairro recifense do Morro da Conceição, desde 1988, cria ações de desenvolvimento integral de pessoas com deficiências, oferecendo serviços de reabilitação e prevenção, onde as famílias e a comunidade também são estimuladas a participar do processo de reabilitação e inclusão social. O CERVAC atualmente também é referência no atendimento e reabilitação de crianças com microcefalia causada pela Síndrome Congênita do Zika Vírus.

Vivência – Nas nove cidades que receberão as Circulação Nacional e Circulação Nordeste, como forma de ampliar a corrente do bem, o artista realiza a vivência “A arte transforma – Maciel Salú, sua rabeca e trajetória dos terreiros para o mundo”. A ação é gratuita e voltada prioritariamente aos participantes de grupos culturais ou organizações não-governamentais que desenvolvam projetos sociais ou culturais.

Os temas abordados serão sempre sobre o olhar e a vivência de Maciel Salú com a rabeca, com a cultura popular pernambucana e a suas diversas experiências enquanto artista pelo mundo. Em cada uma das nove cidades, o músico e a produção vão analisar e selecionar quais assuntos, como Maracatu Rural e Cavalo Marinho, serão abordados na atividade.

Serviço:

Maciel Salú | Circulação Nordeste – etapa Tracunhaém
Quando: sábado (21/10), a partir das 21h
Local: Rua Padre João Ribeiro (Centro de Tracunhaém)
Entrada: gratuita

Fonte: Assessoria de Comunicação

Postagens mais visitadas deste blog

Reitora da UFRPE e secretário de Educação realizam reunião sobre creche escola em Dois Irmãos

Rodrigo Coutinho inicia reuniões da Comissão Especial do Plano Diretor do Recife na Câmara

TCE alerta DER para irregularidades na execução de contrato da BR-101

Após polêmica, Comissão de Cidadania define Juntas na presidência

Coluna do #BlogPautaPolítica

Em primeiro discurso na ALEPE, João Paulo Costa destaca prioridades do seu mandato

Coluna do #PautaPolíticaPE

"Vocês são considerados bandidos e assassinos", disse deputado ao presidente da Vale

Casal de bonecos, Zé Pereira e Vitalina, fazem tradicional viagem de barco pelo Velho Chico para anunciar o Carnaval

Wanderson Florêncio defende parque na Zona Sul do Recife e enfrenta protestos