Divisão no PMDB e busca de visibilidade do partido nas eleições de 2018 em Pernambuco


O PMDB está de olho na disputa pelo governo de Pernambuco, mas, no partido, a divisão impera. Enquanto o grupo formado pelo o recém-chegado, senador Fernando Bezerra Coelho, alinhado a cúpula da executiva do partido em nível nacional, quer candidatura própria, a bancada de deputados, a exemplo do deputado federal Jarbas Vasconcelos trabalham por uma aliança novamente pela reeleição do governador Paulo Câmara (PSB). 

Nesse caso, o nome trabalhado para continuar a ser vice-governador na Frente Popular é o do presidente estadual do PMDB, Raul Henry. “Vamos continuar o trabalho por uma unidade dentro do partido e junto com o PSB. Não descartamos um possível lançamento de candidatura própria, o nome ainda não foi debatido e definido”, afirmou uma fonte peemedebista que não quis se identificar, que integra o partido em Pernambuco.

Sobre a motivação para tentar uma chapa puro sangue em 2018, a nossa fonte afirma apenas que o PMDB é uma grande legenda e, como tal, pode ter a oportunidade de se apresentar para os pernambucanos, todo partido deveria ter candidato. Perguntado sobre as diferenças com os socialistas, disse que “a relação sempre foi positiva”. Como nomes possíveis a fonte cita Jarbas Vasconcelos (que já foi governador e senador), Raul Henry (que já foi deputado e atual vice-governador), Fernando Bezerra (atual senador de Pernambuco) e até Júlio Lóssio (que já foi prefeito de Petrolina). 

A fonte peemedebista disse ainda que a prioridade neste momento é se vai rediscutir ou continuar a aliança com a Frente Popular. “O natural é manter essa parceria com o governador Paulo Câmara e a Frente Popular. Estamos unidos e a bancada estadual e federal está coesa com o governo socialista. Obviamente Paulo sendo candidato a reeleição, o PMDB espera que ocorra, mais uma parcela do partido pretende debater essa parceria com a Frente e com o PSB”, diz. A fonte admite que existem “opiniões divergentes”, mas garante que a maioria da sigla quer seguir junto com Paulo Câmara. “Até porque fomos eleitos juntos”. 

Embora todos os gestos da bancada sejam no sentido de emplacar o nome de Raul Henry como vice-governador, oficialmente, a fonte peemedebista diz que ainda é cedo para pensar em um nome para oferecer, pois o PSB precisa se pronunciar sobre a 'chapa da reeleição' nas eleições do próximo ano. Nos bastidores, o grupo de Fernando Bezerra continua com uma grande movimentação para tentar tirar a força política do vice-governador do comando da legenda no estado e do deputado Jarbas, o que facilitaria a candidatura própria ao governo do Estado.

Saiba mais: Partidos aproveitam último mês do ano para articular nomes para a disputa pelo governo de Pernambuco em 2018

Postagens mais visitadas deste blog

Reitora da UFRPE e secretário de Educação realizam reunião sobre creche escola em Dois Irmãos

Rodrigo Coutinho inicia reuniões da Comissão Especial do Plano Diretor do Recife na Câmara

TCE alerta DER para irregularidades na execução de contrato da BR-101

Após polêmica, Comissão de Cidadania define Juntas na presidência

Coluna do #BlogPautaPolítica

Em primeiro discurso na ALEPE, João Paulo Costa destaca prioridades do seu mandato

Coluna do #PautaPolíticaPE

"Vocês são considerados bandidos e assassinos", disse deputado ao presidente da Vale

Casal de bonecos, Zé Pereira e Vitalina, fazem tradicional viagem de barco pelo Velho Chico para anunciar o Carnaval

Wanderson Florêncio defende parque na Zona Sul do Recife e enfrenta protestos