Hospitais da Rede Ebserh oferecem tratamento para a Hanseníase

Desde 2010, o último domingo de janeiro é conhecido como o Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase, doença que pode provocar graves incapacidades físicas se o diagnóstico demorar ou se o tratamento for inadequado. Dados da Sociedade Brasileira de Hansenologia mostram que o Brasil é o segundo país com maior número de casos da doença, ficando atrás apenas da Índia.

Visando combater a enfermidade, hospitais universitários filiados à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atuam em duas frentes: oferecer tratamento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e promover ações educativas em busca da prevenção.

A doença é contagiosa e é transmitida pela respiração, fala, espirro, tosse, acometendo principalmente a pele e os nervos periféricos. Sua principal característica é uma mancha ou qualquer lesão de pele que tenha alteração de sensibilidade. O paciente não consegue diferenciar, por exemplo, o quente do frio naquele local onde tem a mancha.

No Nordeste, os hospitais da Rede Ebserh localizados na Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco e Sergipe possuem serviços especializados no diagnóstico e tratamento da hanseníase. A prevenção ocorre de forma parcial com a vacina BCG. “A hanseníase tem cura por meio de tratamento com medicação 100% fornecida pelo SUS com duração de seis meses a um ano”, explica Fátima Brito, dermatologista do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (HC-UFPE).

Com o tratamento iniciado de forma precoce e seguido à risca, o paciente não terá a evolução da doença e nem vai transmití-la.

Serviço em PE - As pessoas que estiverem com alguma suspeita de hanseníase devem procurar a unidade de saúde mais próxima para diagnosticar e tratar o problema. Se a equipe de saúde identificar a necessidade de um diagnóstico ou tratamento mais especializado, o paciente poderá ser encaminhado para o Hospital das Clínicas da UFPE, em Recife.

Sobre a Ebserh - Estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social da Ebserh