Terça Negra, blocos, caboclinhos e baques agitam as prévias do Carnaval no Recife

Antes dos cinco dias oficiais de folia, as manifestações culturais que embelezam e colorem o festejo de Momo no Recife realizam ensaios antecipados, também promovidos pela Prefeitura. No total, a cidade irá desfrutar de 30 encontros e ensaios de blocos líricos, maracatus de baque virado e tribos de índio e caboclinhos, além de concursos, garantindo uma programação quase que diária para turistas e foliões que queiram vivenciar a cultura popular nos dias que antecedem os festejos. São eles:

Acerto de Marchas dos Blocos de Pau e Cordas - às quintas e sextas-feiras, a partir das 19h, no Pátio de São Pedro, bairro de São José. Acontecerão nos dias 19 e 25 de janeiro e 2 e 8 de fevereiro. No total, 32 blocos participam dos acertos.

Terça Negra especial de Carnaval - Nos dias 16, 23, 30 de janeiro e seis de fevereiro, o Pátio de São Pedro irá sediar as edições especiais da Terça Negra, com shows e evoluções ligadas à Cultura Afro.

Encontro de Caboclinhos e Baques - Até o dia 1 de fevereiro, o Pátio de São Pedro vai sediar o 9º encontro de Baques de Caboclinho, que vai reunir 18 Ternos de Agremiações de Caboclinhos e Tribos de Índio. Os eventos, abertos ao público, começam às 19h. O ‘baque’, ‘terno’ ou ‘tocadores’, denominações dadas ao grupo musical, é constituído comumente de três a quatro pessoas, sempre do sexo masculino. Há grupos que utilizam três instrumentos: gaita, tarol - também conhecido como surdo ou bombo - e caracaxás – ou mineiro. No dia 7 de fevereiro, a Rua da Moeda vai sediar o encontro de Caboclinhos e tribos de índios. No total, 18 grupos irão fazer suas evoluções para a multidão.