Diabetes impulsiona pronunciamento do deputado Zé Maurício na Alepe

Autor da Lei Nº 15.765/2016, que fixa Dia Estadual de Conscientização Sobre o Diabetes como sendo 14 de novembro em Pernambuco, o deputado Zé Maurício defendeu na Plenária da terça (27/02) na Alepe a necessidade de uma política específica de prevenção e controle do diabetes no Estado, visto que a doença atinge cerca de 15 milhões de brasileiros e avança de forma epidêmica no país.

O parlamentar informou que apresentou requerimento para a realização de Audiência Pública – que deverá contar com a presença de entidades como o Instituto Brasileiro de Diabetes (IBRADI) – na Comissão de Saúde da Casa Joaquim Nabuco, para discutir a assunto. Segundo ele, a reunião poderá contribuir para protocolos e diretrizes, de modo a uniformizar os procedimentos e melhorar o controle da doença no sistema de saúde pernambucano, também por meio de ações educativas.

“O paciente, com bom controle glicêmico, diminui a sobrecarga dos hospitais públicos e implica menores custos para o Estado, assim como de menos deficientes físicos e doenças cardiovasculares, e de mais qualidade de vida”, pontuou.

Dentre outros pontos, o deputado salientou também a sua Indicação n.º 7931/2017, dirigida ao Governador Paulo Câmara e ao Secretário de Saúde de PE, José Iran Costa Júnior; para viabilizar a elaboração de Projeto de Lei que estabeleça uma Política Estadual específica para o diabetes.

Fonte: Assessoria

Postagens mais visitadas deste blog

Reitora da UFRPE e secretário de Educação realizam reunião sobre creche escola em Dois Irmãos

TCE alerta DER para irregularidades na execução de contrato da BR-101

Rodrigo Coutinho inicia reuniões da Comissão Especial do Plano Diretor do Recife na Câmara

Coluna do #PautaPolíticaPE

Taekwondo: Letícia Teixeira viaja para São Paulo através do Passaporte Esportivo

Coluna do #PautaPolíticaPE

Coluna do #PautaPolíticaPE

Morre motorista conhecido por decorar ônibus nas datas festivas no Recife

Wanderson Florêncio defende parque na Zona Sul do Recife e enfrenta protestos

Após polêmica, Comissão de Cidadania define Juntas na presidência