Ciro Gomes é oficializado como candidato do PDT à Presidência República

A diversidade cultural e a defesa intransigente do Brasil foram os motes da Convenção Nacional do PDT, que confirmou Ciro Gomes como candidato da legenda à corrida presidencial de outubro. Em um palco armado na sede nacional do partido, em Brasília, atrações artísticas de todos as regiões do País se apresentaram durante toda a manhã desta sexta-feira (20). Mais de mil pessoas passaram pelo partido.

“Considero, por aclamação, a partir de hoje, a candidatura de Ciro Gomes oficializada”, declarou, ovacionado, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, que elevou ainda mais o ânimo do auditório, ao proferir “Ciro, realize os nossos sonhos!”, antes de passar o microfone para o presidenciável.

Ao discursar para uma plateia eufórica, o Ciro reafirmou a necessidade de mudança, sobretudo por causa do número de desempregados no País, que dobrou, entre 2014 e 2018, atingindo a marca de mais 13 milhões de brasileiros. Ele lembrou que a crise atingiu não apenas os trabalhadores, mas a indústria e o comércio.

“Mudar o Brasil é possível e é preciso. A nossa tarefa é levar essa mensagem para todo o canto, mostrando que podemos mudar o jogo”, destacou.

De acordo com o pedetista, por conta do impacto econômico, mais de 13 mil empresas fecharam as portas entre 2013 e 2016. Em relação ao comércio, citou que mais de 70 mil estabelecimentos foram fechados no País.

“O colapso da economia também atinge empresas que estão na ponta. A indústria tem papel fundamental no desenvolvimento do nosso País”, avaliou. “Nós já tivemos uma indústria maior e mais forte que países como a China, a Coréia do Sul, a Malásia, entre outros. E hoje estamos atrás de todos eles”, ponderou.

Ciro foi ovacionado em cada ponto que tocava em relação ao País. Entre os que convencionais que levantaram seus crachás para legitimar o candidato pedetista, uma ala chamava a atenção: a da Juventude Socialista Pedetista, que por diversas vezes, balançavam suas bandeiras e puxavam o coro: “Brasil, pra frente, Ciro Presidente!”

O discurso de Ciro também passou pelo combate ao crime com inteligência policial e ao combate à corrupção. Citou ainda ser preciso investir maciçamente na educação, com escolas em período integral e com oportunidades iguais para todos os cidadãos.

Tocou na questão da saúde e a necessidade de reduzir a espera para os atendimentos ambulatoriais, as consultas especializadas e a realização de exames, bem como promover a redução da fila para as cirurgias eletivas.

Por fim, disse que o País está passando por um ciclo histórico e que, para seguir adiante, é preciso um novo Projeto Nacional de Desenvolvimento.

“Vamos usar nossa força e paixão para construir um Brasil justo e soberano”, enalteceu. “Convoco todos vocês, queridas irmãs e irmãos, a começar hoje mesmo uma caminhada que vai mudar o Brasil”, chamou.

A Convenção Nacional do PDT também foi marcada por apresentações artísticas que representaram a diversidade cultural do Brasil. Foi uma grande festa, na sede nacional do partido.

Por Silmara Cossolino

Fonte: Assessoria - Foto: Alexandre Amarante

Postagens mais visitadas deste blog

Reitora da UFRPE e secretário de Educação realizam reunião sobre creche escola em Dois Irmãos

Rodrigo Coutinho inicia reuniões da Comissão Especial do Plano Diretor do Recife na Câmara

TCE alerta DER para irregularidades na execução de contrato da BR-101

Após polêmica, Comissão de Cidadania define Juntas na presidência

Coluna do #BlogPautaPolítica

Em primeiro discurso na ALEPE, João Paulo Costa destaca prioridades do seu mandato

Coluna do #PautaPolíticaPE

"Vocês são considerados bandidos e assassinos", disse deputado ao presidente da Vale

Casal de bonecos, Zé Pereira e Vitalina, fazem tradicional viagem de barco pelo Velho Chico para anunciar o Carnaval

Wanderson Florêncio defende parque na Zona Sul do Recife e enfrenta protestos