Peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” sofre censura novamente em Pernambuco

A organização do 25º Janeiro de Grandes Espetáculos divulgou carta aberta nas redes sociais referente a peça prega amor e respeito. Já a Renata Carvalho - atriz em "O evangelho segundo Jesus, Rainho do céu", travesti, transpóloga, transfeminista. Fundadora do MONART (Movimento Nacional de Artistas Trans) e do Manifesto Representatividade Trans e do Coletivo T, também publicou nota na página oficial da peça no Facebook.

Carta Aberta - A Associação dos Produtores de Artes Cênicas de Pernambuco (Apacepe) vem informar que, com o objetivo de resguardar a realização do próprio projeto e preservar suas fontes de financiamento, a direção do 25º Janeiro de Grandes Espetáculos se viu obrigada a retirar da programação do festival a peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”. O cancelamento se dá uma vez que o espetáculo seria realizado em um teatro público e ainda devido à pressão da bancada evangélica de Pernambuco. Por motivos similares, a montagem já enfrentou ações judiciais e passou por outros cancelamentos em território brasileiro.

Importante salientar que, neste momento, o festival ainda está em busca de solucionar o pagamento, da edição 2018, para diversos artistas - e que o Janeiro 2019 tem todos os seus subsídios oriundos do poder público.

O festival reitera o seu compromisso com a liberdade de expressão e, exatamente por este motivo, realizou o convite para que "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu" integrasse a programação do evento. Por não aceitar este tipo de censura, a direção do festival está dando suporte à produção do espetáculo para que ele seja encenado, na mesma data que ocorreria no Janeiro, em um espaço privado e de maneira independente.

Nota pública - A atriz principal da peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” divulgou nota nas redes sociais referente a carta aberta da direção do 25º Janeiro de Grandes Espetáculos e também sobre a censura do espetáculo no evento.