Deputados pernambucanos se reúnem com ministro da Infraestrutura para pedir tratamento justo com Aeroporto do Recife

Foto: Divulgação

A bancada de deputados federais de Pernambuco se reuniu, nesta terça-feira (26) à noite, com o líder do governo, o senador Fernando Bezerra Coelho, e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para conversar sobre a concessão do Aeroporto do Recife. Os parlamentares pernambucanos questionaram os investimentos no terminal pernambucano e o modelo de privatização em blocos. O deputado Felipe Carreras, que lidera esse movimento desde o último ano, apresentou todos os números disponibilizados pela própria Anac que demonstram muito claramente que o investimento de R$ 838 milhões no equipamento recifense está muito aquém dos outros principais concorrentes da região Nordeste, sendo eles Salvador e Fortaleza, que devem receber R$ 2,4 bilhões e R$ 1,4 bilhão durante o período do contrato.

“Precisamos entender que o mercado brasileiro de aviação está em crescimento e, se hoje temos 100 milhões de passageiros por ano, daqui a dez anos teremos 150 milhões. Quem vai estar melhor preparado, quem receber R$ 2,4 bilhões e R$ 1,4 bilhão ou quem vai ganhar R$ 838 milhões. O povo pernambucano não é ingênuo e nunca vai aceitar essa situação. Vamos perder a liderança do Nordeste rapidamente e sofreremos nos próximos 30 anos caso esse modelo seja concretizado com esses valores”, afirmou Carreras.

Durante a reunião, o ministro informou que Salvador só receberá esse montante de investimentos se chegar a um patamar de passageiros que exija a construção de uma nova pista. “Pedimos que inclua este mesmo gatilho no nosso contrato. Queremos ser tratados da mesma forma. Não somos melhores e nem gostamos de ser discriminados. Se em Salvador e Fortaleza é desta forma, façam o mesmo com o Recife. O problema é que não existe nada que beneficie nosso Estado. Pernambuco vai sustentar os outros cinco aeroportos com seu lucro de R$ 130 milhões por ano. Ao invés de investirem aqui, vão drenar os recursos para manter os equipamentos de Maceió, Aracaju, João Pessoa, Campina Grande e Juazeiro do Norte”, comentou Felipe Carreras.

O ministro marcou uma nova reunião com a bancada e sua equipe técnica para o dia 12 de março, na Câmara. A intenção é tirar todas as dúvidas dos parlamentares.

JUDICIALIZAÇÃO – No período da tarde, a bancada de Pernambuco já tinha se reunido, a pedido de Felipe Carreras e Raul Henry, para tomar conhecimento sobre a situação do processo de privatização do Aeroporto do Recife. Na ocasião, foi definido que a bancada entrará em conjunto na Justiça para pedir a imediata suspensão do processo de privatização do Aeroporto do Recife. A intenção é dar corpo ao trabalho que vinha sendo executado por Carreras desde 2018.