Prefeitura fecha 2018 com contas equilibradas e balanço foi apresentado nesta quarta-feira na Câmara Municipal do Recife

Foto: Cortesia/PCR

Os números da execução orçamentária do município do Recife referentes ao terceiro quadrimestre de 2018 foram apresentados, na manhã desta quarta-feira (27), em audiência pública, na Câmara Municipal do Recife. O controlador Geral do Município, André Nunes, que ocupava a Diretoria Executiva do Tesouro da Prefeitura do Recife, em 2018, foi incumbido de divulgar os dados à Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara, presidida por Eriberto Rafael.

Foram revelados o desempenho do município com relação às metas fiscais estabelecidas na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2017. A Prefeitura do Recife encerrou 2018 cumprindo todos os ditames legais. As metas fiscais para 2018 estabeleciam que ao final do exercício, o Resultado Primário (receita menos despesa) seria de R$ -773,8 milhões, no entanto, após a execução orçamentária do terceiro quadrimestre (janeiro a dezembro) o resultado para o indicador apresentou o valor de R$ 82,1 milhões.

André Nunes explicou que no exercício de 2018, no âmbito da receita, o destaque foi para o bom desempenho do ISS, com crescimento de 8,9%, fazendo com que, pela primeira vez, esta receita superasse a transferência do ICMS que, até então, ocupava o posto de maior receita do município. Do lado da despesa, ênfase para a aplicação de recursos na saúde que ultrapassou, mais uma vez, o limite constitucional de 15%, atingindo a marca histórica de 20,97%. "A gestão de Geraldo Julio vem anualmente trabalhado duro para equilibrar as contas e continuar garantindo os serviços públicos prestados à população. O ano de 2018 foi de grandes investimentos na requalificação física das unidades de saúde", destacou.