Presidente do PSL, Luciano Bivar vota contra Bolsonaro na Câmara

Foto: 247

A derrota política que o governo de Jair Bolsonaro sofreu nesta terça-feira, 19, quando seu decreto que aumentava o sigilo de documentos oficiais foi derrubado, teve o apoio até do presidente do PSL, o deputado Luciano Bivar (PE), informa a Folha de S. Paulo. No centro da crise instalada no Palácio do Planalto com a revelação pela Folhada existência de um esquema de candidaturas laranjas do PSL para desviar verba pública eleitoral, Bivar foi conversar com Bolsonaro nesta terça. Ao voltar, votou contra o governo. Além de Bivar, outro parlamentar do PSL votou a favor da urgência: Coronel Tadeu (SP). O requerimento foi aprovado por 367 votos, com apenas 57 votos contrários.

Fonte: Site do Portal 247