Após 14 anos, grupo cancela cortejo oficial em Olinda por falta de apoio da prefeitura

Foto: Reprodução/Facebook

Após 14 anos, o grupo Kallinas, cancelou o desfile de 2019 na cidade alta. O grupo tradicionalmente realizava o seu cortejo pelas ladeiras de Olinda, durante a festa de momo. A motivação das meninas é por causa da falta de apoio da prefeitura e delas não serem contempladas na grade de programação do Carnaval de Olinda deste ano. As meninas ainda não contam com o acolhimento da atual gestão da prefeitura, mesmo tendo contribuindo para algumas ações da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos. Agora, quem desejar acompanhar o desfile do coletivo terá que vim para o Recife, o cortejo está confirmado na segunda de carnaval, dia 4 de março.

NOTA DE ESCLARECIMENTO - É com grande pesar que comunicamos a todxs apreciadores e incentivadores do nosso trabalho que pela primeira vez, em 14 anos de existência, não realizaremos nosso cortejo oficial na nossa cidade natal, Olinda! O Grupo Kallinas toma esta decisão a partir da falta de acolhimento por parte da atual gestão da cidade. Apesar de toda parceria nossa, desde o início da gestão, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, com a qual desenvolvemos o Com Elas na Praça, além de participarmos de algumas outras atividades a convite da mesma, ressaltando que sem nenhum retorno financeiro, mas sim por entender a importância do desenvolvimento das políticas envolvidas nesta pasta e reconhecer o limite orçamentário da mesma, ficamos mais um ano fora da grade de carnaval. Infelizmente a Prefeitura de Olinda não lança um olhar condescendente sobre nosso trabalho, não há o devido reconhecimento, talvez por não julgar importante o exercício de política de gênero e valorização da cultura que desenvolvemos. Ficando fora da grade ficamos sem perspectiva de recurso, sem recurso não sobrevivemos, talvez seja esta a lógica, mas não foi a toa que escolhemos como tema para o carnaval de 2019 a palavra RESISTÊNCIA, nós somos de luta, este é só mais um obstáculo dentre tantos outros, os quais nós sabíamos que encontraríamos quando fizemos a escolha de valorizar o que somos: MULHERES, e aquilatar o que recebemos de herança: CULTURA POPULAR! Sigamos!

Esclarecemos que nossa agenda do Recife continua, estaremos nos concentrando no Teatro do Mamulengo, Praça do Arsenal, a partir das 16h da segunda (04/03/2019).