Casas Populares da BR 232 lança seu primeiro álbum nas plataformas digitais

Após 15 anos de trajetória, a banda Casas Populares da BR 232 lança seu primeiro álbum. Na próxima segunda-feira (25/03), às 19h, o grupo libera as músicas de “Negraíndia” nas plataformas digitais e faz uma audição na loja Passa Disco, no Recife. A entrada é gratuita. Sob a direção da produtora, cantora e compositoraIsaar, o trabalho traz uma mensagem de solidariedade e amor, com canções de protesto e liberdade, passeando pelas tradições musicais do Nordeste e Norte do Brasil, pensando ainda nas expressões musicais de Matriz Africana e indígena da América Latina. Com Incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura PE), além da gravação do disco, a banda vai circular com shows por Recife/PE, João Pessoa/PB, Brasília/DF e São Paulo/SP.

Formado por Carol Lopes, Joaninha Xeba, Natália Lopes, Raquel Santana, Eric Caldas e Josy Caldas, o Casas Populares da BR 232 exalta a tradição guardada com as mulheres do Brasil. “Negraíndia é o nome de nosso primeiro álbum porque esta é uma oportunidade de mostrarmos um trabalho musical de força para todos. Principalmente, para todas as mulheres negrasíndias, como nós, que fazem da música afro-brasileira uma fonte de conexão com a natureza e a ancestralidade”, explica Natália Lopes.

O novo álbum das Casinhas vem com uma mistura de vários ritmos, que ilustram a multiculturalidade de Pernambuco. “Possui cirandas, representando a Mata Norte; afoxés, representando nossa raiz negra; samba e ciranda; e coco, que é o ritmo chefe da banda, que foi formada nas sambadas de coco da Região Metropolitana”, conta Joaninha Xeba.

Reunindo e sintetizando os 15 anos de estrada da banda, “Negraíndia” é composto por 10 músicas gravadas em estúdio. Além de produzir o disco, Isaarempresta o seu timbre marcante na faixa “Terra Preta & Negraíndia”. Quem também participa do álbum é o cantor, compositor e rabequeiro Maciel Salú, em “Peleja Ancestral”. Os temas das músicas passam pela força das negras e das índias, pelas histórias não contadas nos livros, pela necessidade de liberdade e tantos outros assuntos difíceis, mas que fazem parte do cotidiano.

“Neste ano, nosso grupo completa 15 anos de trajetória, de música e amizade, de muitos caminhos tomados juntos, outros caminhados por cada uma individualmente, sempre na busca de referências musicais e de composições muito populares, vindas da oralidade, sem negar nossas influências da dita ‘world music’. ‘Negraíndia’ para mim é um presente, mas também um chamado e uma luz levada em nossas vozes e tambores. Uma parte de nossas melhores vibrações”, comenta Natália Lopes, sobre o lançamento do álbum.

Incentivo Funcultura – O projeto Casas Populares da BR 232 – Itinerância Nacional consiste na gravação, lançamento, itinerância por Recife/PE, João Pessoa/PB, Brasília/DF e São Paulo/SP, com a realização de duas oficinas e shows cases em duas escolas públicas na Região Metropolitana do Recife. As ações contam com Incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura PE), através da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE) e Governo de Pernambuco.

Serviço:
Lançamento virtual: Negraíndia, primeiro álbum do Casas Populares da BR 232
Quando: segunda-feira (25/03/19), às 19h
Onde: Passa Disco (Galeria Hora Center, Rua da Hora, 345 – Espinheiro, Recife)
Entrada: gratuita