"O Brasil se omite perante o mundo porque retrocede em termos de Direitos Humanos" avalia Daniel Cara

Imagem: Reprodução/Facebook

O Brasil se omite perante o mundo porque retrocede em termos de Direitos Humanos. Nos tornamos um país envergonhado, enquanto nossos professores não têm condições de ensinar, muitos estudantes não aprendem e temos milhões de pessoas fora da escola e em situação de analfabetismo”, avaliou Daniel Cara, coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, que está presente em incidência no Fórum.

O Fórum Político de Alto Nível é o momento do ano dedicado a revisar a Agenda 2030, um compromisso comum dos Estados-membro das Nações Unidas para o desenvolvimento sustentável desde 2015, até 2030.



Os representantes da Campanha Nacional pelo Direito à Educação informaram "Estamos trazendo denúncias e apresentando alternativas para o Brasil quanto ao direito à educação, o trabalho infantil e a democracia". E ainda "Brasil não se pronuncia sobre o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 4; EUA, China e Rússia trocam farpas; e sociedade civil leva denúncias sobre privatização da educação, cortes no financiamento e retrocessos quanto à igualdade de gênero, liberdade de cátedra, e gestão democrática".

Saiba mais >> Brasil não se pronuncia sobre educação em revisão de objetivos globais nas Nações Unidas <<