Governo reúne setor produtivo para diálogo sobre mulheres e mercado de trabalho

Encontro com federações e Sistema S inaugura fóruns de diálogo do Pernambuco Por Elas. A iniciativa é coordenada por Luciana Santos, que estará à frente do governo do Estado, em razão de viagem do governador Paulo Câmara.

Na próxima segunda-feira (9), a partir das 14h, a governadora em exercício Luciana Santos coordena reunião com representantes do setor produtivo do Estado, no Palácio do Campo das Princesas. Na pauta, uma discussão sobre emprego, renda e autonomia para as mulheres. O encontro – realizado em parceria com a Secretaria da Mulher – inaugura os Fóruns de Diálogo do Pernambuco por Elas, uma iniciativa que visa reunir informações, propostas e esforços pela inserção justa e cidadã das mulheres no mundo do trabalho.

Luciana assumirá o cargo interinamente, em razão de viagem do governador Paulo Câmara. Foram convidados para o fórum representantes de entidades como Fecomércio, Sesc, Senac, Fiepe, Sesi, Senai, IEL, Faepe, Femicro e Sebrae. Do governo, participarão os secretários da Mulher, Silvia Cordeiro; de Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes; de Planejamento e Gestão, Alexandre Rebêlo; de Desenvolvimento Agrário, Dilson Peixoto; e de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach; além do presidente da ADDiper, Roberto Abreu e Lima.

O Pernambuco por Elas reúne as ações do Grupo de Trabalho sobre Mulheres e o Mercado de Trabalho em Pernambuco, instituído pelo decreto Nº47.386, de 30 de abril de 2019. O objetivo é fortalecer, direcionar e ampliar as políticas públicas de trabalho e renda para mulheres, que serão avaliadas e vão contribuir para a construção do Pacto pelo Emprego, com o fortalecimento feminino no setor produtivo.

A iniciativa pretende envolver todas as esferas do governo e da sociedade em um grande esforço por maior equidade no mundo do trabalho. Os próximos fóruns envolverão representantes de entidades de trabalhadores; das cadeias de Tecnologia, Cultura, Turismo, Saúde, Infraestrutura, Logística e Conhecimento.

O diálogo com a sociedade se dará também por meio digital. A categoria “Mulher, trabalho e renda”, dentro do portal www.participa.pe.gov.br, reúne propostas da população sobre o tema. Qualquer um pode contribuir. Será lançada ainda uma página específica do Pernambuco Por Elas, também aberta ao debate.

Mais de 40% dos lares brasileiros são chefiados por mulheres. Mais de 80% das crianças brasileiras até quatro anos têm mulheres como primeiro responsável. A taxa de desocupação das mulheres no país, contudo, é 36,9% maior que a dos homens. Elas ganham salários menores e ocupam menos cargos de chefia, embora estudem mais.

O governo de Pernambuco quer ajudar a mudar esse quadro. “Acreditamos que a autonomia econômica pode transformar a vida das mulheres, porque ela contribui diretamente para o empoderamento feminino e o combate à violência de gênero e ao machismo. Quando uma mulher está bem colocada no mercado de trabalho, isso tem impacto direto na qualidade de vida das famílias e também na economia do país”, defende Luciana Santos, que coordena o grupo de trabalho.

De acordo com relatório 2017 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Brasil pode expandir sua economia em até R$ 382 bilhões até 2025, se aumentar a inserção das mulheres no mercado de trabalho em 25%.

Serviço

Fórum de diálogo Pernambuco por Elas – Autonomia, Trabalho e Renda, com setor produtivo
Segunda, 09/09/2019
Horário: 14h
Local: Sala das Bandeiras, Palácio do Campo das Princesas