Movimento #ResisteConceição realiza protesto contra fechamento do Colégio Marista em Recife

Familiares, alunos, ex-alunos, funcionários e representantes das comunidades ao entorno do Colégio Marista Nossa Senhora da Conceição protestaram na manhã desta quinta-feira (27) contra o fechamento da unidade de ensino, em Apipucos, zona Norte do Recife. 

Com faixas, cartazes e manifestações artísticas, eles protestaram na Avenida Dezessete de Agosto, das 9h até o inicio da tarde. O fechamento do colégio vai acontecer por conta de uma decisão da Província Marista Brasil Centro Norte, responsável por todas as unidades do colégio no Brasil.

#ResisteConceiçãoCarta Aberta feita por alunos, ex-alunos, familiares e comunidade, de repúdio para com o fechamento do Colégio Marista Nossa Senhora da Conceição.

Fundado em Apipucos (Recife- PE), há 62 anos, o Colégio Marista Nossa Senhora da Conceição, sempre foi um lugar de acolhida e confiança para alunos e familiares. As dificuldades acabaram fazendo com que o colégio perdesse um pouco sua força, porém jamais deixando de ser um lugar hospitaleiro. Com a tomada de decisões “precipitadas”, a Província Marista Brasil Centro Norte resolveu fechar a unidade Marista Conceição.

Com o fechamento do colégio, diversas crianças perderiam a oportunidade de crescer, aprender e desenvolver um carisma próprio do Instituto Marista, fundado pelo Padre Marcelino Champagnat, que preza sobretudo a educação das crianças e jovens, crianças essas que graças ao Conceição não se perderam “vida a fora”.

Queremos evidenciar também a importância que a unidade teve na vida de ex-alunos, familiares e funcionários que em algum momento de suas vidas tiveram a oportunidade de passar pelo Colégio Conceição, sendo marcados pelo resto de suas vidas como diz a música “levando o M de Maria em minhas mão”, moldando assim seu caráter baseado nos ensinamentos de amor, carinho, e sobretudo fé que Marcelino Champagnat nos deixou.

Contudo, o propósito dessa carta é mostrar a nossa indignação quanto família Marista com o fechamento do Colégio, e pedimos para que os responsáveis por tal decisão repensem sobre a mesma. Não queremos que nossas crianças e jovens percam a oportunidade de crescer, aprender e amadurecer na fé. Não podemos deixar que essa história fique no passado, que mais nenhuma criança possa ter as oportunidades que muitos tiveram.