Lula processa a revista Veja e jornalistas por danos morais

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva protocolou processo contra a revista Veja e os repórteres Daniel Pereira e Robson Bonin. A ação judicial movida pelo político pede a reparação de danos morais, afirmando que a publicação veiculou matérias que afrontavam à memória de D. Marisa Letícia Lula da Silva.

De acordo com o escritório Teixeira Martins Advogados, que cuida da defesa de Lula, o conteúdo que motivou o processo é a capa veiculada de 12 de maio – que traz foto de D. Marisa acompanha da manchete “A morte dupla” – onde a revista teria feito afirmações falsas relativas ao depoimento prestado pelo ex-presidente ao juízo da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba em 10 de maio de 2017. A ação foi protocolada em face da Editora Abril, responsável pela circulação do veículo.
“Chocam tanto a capa da publicação (edição nº 2530) e o teor da reportagem que a acompanha quanto o despudor da insinuação de que Lula seria o responsável pela ‘morte dupla’ de sua falecida esposa ao incriminá-la durante seu depoimento”, informa a defesa do político.

Segundo os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Martins, o ex-presidente jamais atribuiu à D. Marisa a prática de qualquer ato ilícito. A defesa salienta que o político teria usado o depoimento à Justiça para esclarecer que sua esposa comprou, em 2005, cota da Bancoop e fez a gestão do investimento até 2014, quando decidiu não ficar com unidade da OAS, que assumira a conclusão do empreendimento após acordo com o Ministério Público de São Paulo, homologado pela Justiça Paulista.

“O ex-Presidente ainda reafirmou não ter ocorrido qualquer ato ilícito, pois D. Marisa somente investiu valores na cota que havia adquirido, não tendo solicitado ou recebido a unidade 164-A, do Condomínio Solaris. Ela esteve neste imóvel por duas vezes – uma delas acompanhada de Lula – e desistiu da compra. Em 2015, D. Marisa propôs ação judicial contra a Bancoop e a OAS pedindo a devolução dos valores que foram investidos na cota. Ainda não houve julgamento do pedido”, diz o comunicado que trata do processo.

Foi declarado, ainda, que as informações do depoimento de Lula são informações públicas e foram reiteradas diversas vezes. “Não podendo ser ignoradas pelos autores do texto, senão pelo claro objetivo de atacar a honra e a reputação de Lula, assim como a memória de sua esposa”, finalizam os responsáveis pelo processo.

Em contato com a reportagem do Portal Comunique-se, a Abril informou que não comentará o processo contra a revista Veja e os jornalistas envolvidos no processo.

Postagens mais visitadas deste blog

Reitora da UFRPE e secretário de Educação realizam reunião sobre creche escola em Dois Irmãos

Rodrigo Coutinho inicia reuniões da Comissão Especial do Plano Diretor do Recife na Câmara

TCE alerta DER para irregularidades na execução de contrato da BR-101

Após polêmica, Comissão de Cidadania define Juntas na presidência

Coluna do #BlogPautaPolítica

Em primeiro discurso na ALEPE, João Paulo Costa destaca prioridades do seu mandato

Coluna do #PautaPolíticaPE

"Vocês são considerados bandidos e assassinos", disse deputado ao presidente da Vale

Casal de bonecos, Zé Pereira e Vitalina, fazem tradicional viagem de barco pelo Velho Chico para anunciar o Carnaval

Wanderson Florêncio defende parque na Zona Sul do Recife e enfrenta protestos