Governo Federal será responsável pela Unidade III do complexo prisional de Itaquitinga em Pernambuco

O governador Paulo Câmara e o ministro Raul Jungmann assinaram, semana passada (dia 29/03), termo entre o Governo de Pernambuco e o Ministério da Segurança Pública para a federalização da Unidade III do Centro de Integrado de Ressocialização (CIR) de Itaquitinga. Com a assinatura do protocolo de transferência, o Governo Federal passa a ser responsável pela conclusão das obras da unidade, que se encontra 62% construída, além de sua administração e manutenção, tornando-a a primeira instalação carcerária federal em Pernambuco. O local irá receber presos do regime fechado e receberá um investimento de R$ 25 milhões. A estrutura e o número de vagas serão adequados pela União, de acordo com as necessidades do novo projeto. O encontro aconteceu no Palácio do Campo das Princesas, no Recife.

CIR – O governador Paulo Câmara entregou, em janeiro deste ano, a  Unidade I do Centro Integrado de Ressocialização de Itaquitinga, que abrigará, gradativamente, um total de 1 mil detentos do regime fechado. A estrutura de 1 mil metros quadrados contou com um investimento de R$ 9.649.201,63 do Tesouro Estadual, contemplando celas de vários tamanhos, administração e recepção de visitantes, pavilhão destinado aos concessionados (presos que exercem atividades laborais), 12 salas de aula, áreas jurídica e de saúde, refeitório, 03 pavilhões de vivências coletivas, instalações para a Polícia militar (vestiários, WCs), 08 guaritas e muros com alambrados. Seguindo um novo conceito de arquitetura prisional, as paredes internas da administração são de gesso e toda a área externa e demais áreas são de concreto.

A Unidade II, cuja ordem de serviço também foi assinada no último mês de janeiro pelo governador, segue a mesma estrutura da Unidade I, inclusive com o mesmo número de vagas ofertadas (1.000). Com um investimento total na ordem de R$ 10.627.243,84, a Unidade II será concluída no prazo de oito meses.

ARMAMENTO – O ministro aproveitou o momento para anunciar que novos armamentos serão doados pelo Ministério para uso da Polícia Militar no Estado. “O Ministério enviará a Pernambuco, nos próximos dias, 1 mil armas para equipar esses novos 1.300 policiais militares que se formam agora em abril e que estarão, em breve, nas ruas trazendo mais segurança para os pernambucanos. Além disso, nós estamos trabalhando também para que o Governo do Estado possa obter recursos na nova linha de financiamento do BNDES. Serão aproximadamente R$ 42 bilhões para os próximos cinco anos, tanto para Estados quanto para municípios. E eu sei que há interesse do Governo de Pernambuco nesse financiamento”, afirmou.  

Participaram do encontro o diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional, Carlos Carvalho; os secretários estaduais Pedro Eurico (Justiça e Direitos Humanos), César Caula (Procuradoria Geral), Márcio Stefanni (Planejamento e Gestão), Antônio de Pádua (Defesa Social) e Antônio Carlos Figueira (Assessoria Especial).

Fonte: Ascom

Postagens mais visitadas deste blog

Coluna do #BlogPautaPolítica

Inscrições abertas para estágio de nível médio no MPPE

João Fernando Coutinho terá grupo político participando das eleições 2020 para prefeitura de Pesqueira

Paulo Câmara anuncia o segundo escalão do Governo de Pernambuco

Coluna do #PautaPolíticaPE

2ª semana de janeiro tem superávit de US$ 1,766 bilhão na balança comercial brasileira

Coluna do #BlogPautaPolítica

Produção de petróleo e gás natural em 2018

Silvio Costa Filho propõe criação de Frente Parlamentar em defesa do Pacto Federativo

Grupo repudia tentativas de censura na Paixão de Cristo de Casa Amarela em Recife