Recife fecha parceria com Estado para fazer estudos nas Unidades de Conservação

A Prefeitura do Recife e o Governo do Estado vão compartilhar informações, equipamentos e até realizar trabalhos em conjunto para definir os usos das Unidades de Conservação da Natureza na capital pernambucana. Um termo de cooperação técnica foi assinado, terça-feira (02), entre o secretário de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Recife, Bruno Schwambach, o secretário Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Carlos André Cavalcanti, e o presidente da Agência Estadual de Meio Ambiente – CPRH, Eduardo Elvino, no edifício-sede da Prefeitura do Recife.

“O Recife tem 25 Unidades de Conservação e o Estado tem outras UCNs estabelecidas que envolvem o território da capital e de também outros municípios. Algumas dessas áreas têm sobreposição. Então, a ideia da cooperação técnica é fazer um trabalho único, com as equipes trabalhando em conjunto para determinar o uso correçto e o desenvolvimento sustentável dessas áreas. Dispomos de equipe própria, mas vamos contar com o Know-how, os técnicos e os estudos que a CPRH e a Semas têm para produzir um trabalho muito melhor”, detalhou o secretário Bruno Schwambach.

De acordo com ele, as informações serão usadas no desenvolvimento dos Planos de Manejos dos maciços verdes, que representam cerca de 40% do território da cidade. Atualmente, cinco UCNs municipais (Beberibe, Dois Unidos, Dois Irmãos, Matas do Curado, Engenho Uchoa) têm interseções com outras seis áreas de proteção estabelecidas pelo Governo do Estado. A expectativa é que a integração entre os órgãos ambientais no compartilhamento de dados e na realização de trabalhos gere uma compatibilização de finalidades, restrições e uso das áreas. A iniciativa também deve servir de modelo para outros municípios do estado.

“O acordo de cooperação vai oportunizar fazer inovações na metodologia, ganhar escala e sobretudo enfrentar o desafio que é fazer a gestão de Unidades de Conservação. Esse acordo passa a ser um instrumento de política pública que integra o Estado e o Recife e ao mesmo tempo dá condições de oferecer a outros municípios essa inovação de metodologia. Estamos muito animados de trabalhar de forma integrada e de obter resultados em curto espaço de tempo”, afirmou o secretário Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Carlos André Cavalcanti. A parceria tem duração de 24 meses.

Fonte: Ascom

Postagens mais visitadas deste blog

Coluna do #BlogPautaPolítica

Paulo Câmara anuncia o segundo escalão do Governo de Pernambuco

Coluna do #PautaPolíticaPE

João Fernando Coutinho terá grupo político participando das eleições 2020 para prefeitura de Pesqueira

Grupo repudia tentativas de censura na Paixão de Cristo de Casa Amarela em Recife

2ª semana de janeiro tem superávit de US$ 1,766 bilhão na balança comercial brasileira

Produção de petróleo e gás natural em 2018

Silvio Costa Filho propõe criação de Frente Parlamentar em defesa do Pacto Federativo

Inscrições abertas para estágio de nível médio no MPPE

Coluna do #PautaPolíticaPE