‘Expandir educação é um caminho econômico bem sucedido’, diz Daniel Cara

Representante do PSol no Conhecer Eleições 2018, Daniel Cara defende a revogação das reformas do ensino médio e trabalhista.

Representante do Psol no Conhecer Eleições 2018, o candidato ao Senado Daniel Cara defendeu que o partido revogue duas das principais medidas adotadas pelo governo do presidente Michel Temer, as reformas trabalhistas e do ensino médio.

Para ele, essas duas reformas juntas geram um ciclo que a Organização Internacional do Trabalho (OIT) chama de "trabalho indecente". Ele explica que as propostas reforçam que a juventude ingresse em subempregos. "Quem inicia a carreira assim costuma ficar nessas posições para o resto de suas vidas", argumenta.

Daniel Cara, que foi coordenador da Campanha pelo Plano Nacional da Educação para Valer, afirmou ainda que é preciso voltar a prioridade orçamentária para as pessoas. "Acredito que investindo nas pessoas de fato a gente começa rapidamente a ter resultado em educação, ciência e tecnologia", justificou.

"Nossa população é muito capaz, mas precisa ter acesso."

Em tom otimista, ele afirmou ainda que tem visto muitas mudanças e citou como exemplo "efeitos positivos" da política de cotas. "Tenho muita esperança porque tenho visto uma mudança acontecendo de baixo para cima", pontuou.

Postagens mais visitadas deste blog

Reitora da UFRPE e secretário de Educação realizam reunião sobre creche escola em Dois Irmãos

Rodrigo Coutinho inicia reuniões da Comissão Especial do Plano Diretor do Recife na Câmara

TCE alerta DER para irregularidades na execução de contrato da BR-101

Após polêmica, Comissão de Cidadania define Juntas na presidência

Coluna do #BlogPautaPolítica

Em primeiro discurso na ALEPE, João Paulo Costa destaca prioridades do seu mandato

Coluna do #PautaPolíticaPE

"Vocês são considerados bandidos e assassinos", disse deputado ao presidente da Vale

Casal de bonecos, Zé Pereira e Vitalina, fazem tradicional viagem de barco pelo Velho Chico para anunciar o Carnaval

Wanderson Florêncio defende parque na Zona Sul do Recife e enfrenta protestos