Coluna #PautaPolíticaPE desta quarta


Senador Armando rebate Augusto Heleno como preconceituoso contra o Nordeste - O senador Armando Monteiro (PTB-PE) rebateu na tarde desta terça-feira, 20, em rápido e incisivo discurso no plenário, como “preconceituosa” e “estarrecedora”, afirmação do general da reserva Augusto Heleno, futuro ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) do governo Bolsonaro, em entrevista ao jornal Valor Econômico, segundo a qual o Nordeste é “o grande centro de roubalheira do país”. “Nós nos surpreendemos com o juízo absolutamente preconceituoso e estarrecedor do general Augusto Heleno. Como nordestino, não posso aceitá-lo”, declarou o senador petebista, lembrando que o general foi comandante da Missão da ONU no Haiti e é “uma voz muito acatada no novo governo”. A entrevista de Augusto Heleno, dada numa carona ao repórter Fabio Murakawa, foi divulgada na edição do Valor Econômico do último dia 13. Os senadores Tasso Jereissati (PSDB-CE), Otto Alencar (PSB-BA) e Lídice da Mata (PSB-BA) apoiaram o discurso de Armando. “Não podemos deixar de registrar nossa indignação com declarações tão chocantes e lamentáveis”, declarou Tasso. Na visão de Otto, “foi uma declaração muito infeliz, que não corresponde à realidade”. O senador baiano e a senadora Ana Amélia (PP-RS), que presidia a sessão plenária, disseram esperar que o general Augusto Heleno peça desculpas publicamente.


Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde conta agora com curso de Bacharelado em Engenharia Civil - Em reunião realizada nesta segunda-feira, dia 19 de novembro, o Conselho Estadual de Educação – CEE aprovou o Curso Superior de Engenharia Civil, que será ministrado no horário noturno na Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde – Aesa/Cesa. De acordo com o presidente da Aesa, Roberto Coelho, “a chegada deste curso é mais uma etapa do projeto de reestruturação da Autarquia, assim como, o Curso de Bacharelado em Direito que já está em tramitação no CEE. Esperamos ofertar no vestibular de janeiro ou fevereiro de 2019, os dois novos cursos”. Roberto explica que “apesar das dificuldades que o Brasil passa e, por consequência, também estamos enfrentando, nunca perdemos a esperança em buscar o crescimento. Com Engenharia Civil, já aprovado, passamos a contar com um total de 14 cursos superiores, com vestibular previsto para janeiro. Quero agradecer a prefeita Madalena Britto pelo apoio e a confiança depositada em mim, agradecer também a todos os professores envolvidos nesse projeto, e ratificar que em sua gestão a Aesa vai registrar, em seus anais, o maior crescimento dos últimos 50 anos de fundação e funcionamento”. Ao ser questionado sobre qual seria o próximo desafio, Roberto Coelho informou que a proposta é conseguir até o final da gestão da prefeita Madalena, transformar o CESA/ESSA em um Centro Universitário e ingressar também na modalidade de EAD, para que possa ser ainda mais competitiva.