Quem são os secretários já confirmados do novo governo Paulo Câmara


Após muitos ruídos e especulações, alguns nomes para a nova equipe do governador reeleito Paulo Câmara (PSB) começam a ser confirmados por fontes ligadas ao governo socialista. Boa parte dos nomes que assumirão cargo no primeiro escalão, a partir de 1º de janeiro de 2019, são indicações pessoais. Paulo prometeu anunciar até amanhã, dia 28, o seu secretariado completo. No entanto, a ideia era divulgar de uma vez só, mas alguém já deu com a língua nos dentes. Por fim, os aliados do Palácio estão incomodados com o desenho do secretariado para o segundo mandato de Paulo Câmara. O governador terá que reavaliar a equipe, especialmente, as suas indicações.

Confira alguns auxiliares que já são dados como certos:

Segurança fica com indicação pessoal do governador - Antônio de Pádua (Secretaria de Defesa Social).

Trabalho fica com o PDT - Alberes Lopes (Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação).

Educação fica com indicação pessoal do governador - Fred Amâncio (Secretaria de Educação e Esportes)

Desenvolvimento Agrário fica com o PT - Dilson Peixoto (Secretaria de Desenvolvimento Agrário).

Turismo fica com indicação pessoal do governador - Rodrigo Novaes (Secretaria de Turismo).

Prevenção às Drogas fica com o PP - Cloves Benevides (Secretaria de Políticas de Prevenção às Drogas).

Planejamento  fica com a indicação do prefeito Geraldo Julio - Alexandre Rebelo (Secretaria de Planejamento e Gestão).

Cultura fica com indicação do PSB - Marcelo Canuto (Secretaria de Cultura) e João Suassuna (FUNDARPE).

Outras indicações: André Longo (Saúde), Bruno Schwambach (Desenvolvimento Econômico), Sileno Guedes (Desenvolvimento Social), André Campos (Casa Civil), Décio Padilha (Fazenda), Waldemar Borges (Ciência e Tecnologia), Pedro Eurico (Justiça e Direitos Humanos), José Neto (Secretaria de Administração), Milton Coelho (Chefe de Gabinete) e Roberto Tavares (Compesa).