AMB defende a manutenção e o fortalecimento da Justiça do Trabalho


A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), maior entidade representativa da Magistratura nacional, nas esferas estadual, trabalhista, federal e militar, vem a público, a respeito das declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre a Justiça do Trabalho, esclarecer:

1. A Justiça do Trabalho, desde sua implantação no Brasil, tem prestado excelentes serviços à cidadania e à evolução do processo democrático brasileiro.

2. O inconformismo com decisões judiciais é próprio da natureza humana, de maneira que a insatisfação e a crítica são normais pelo vencido ou por quem se vê contrariado pela decisão judicial.
Todavia, avalia-se o amadurecimento de uma democracia quando as decisões judiciais são respeitadas e impugnadas pelos próprios mecanismos internos previstos nas leis e na Constituição do país.

3. O fato de se ter uma Justiça própria para as questões trabalhistas revela especialização necessária e em conformidade com a história do Brasil, tanto quanto acontece com as Justiças Militar e Eleitoral, características do modelo brasileiro.

4. Nessa linha, a AMB defende a manutenção e o fortalecimento da Justiça do Trabalho, que tanto tem feito pelo Brasil e coloca-se à disposição para o necessário diálogo que conduza ao aprimoramento das Instituições.

Brasília, 4 de janeiro de 2019.

Jayme de Oliveira
Presidente da AMB

Postagens mais visitadas deste blog

Coluna do #PautaPolíticaPE

Paulo Câmara anuncia o segundo escalão do Governo de Pernambuco

Coluna do #BlogPautaPolítica

João Fernando Coutinho terá grupo político participando das eleições 2020 para prefeitura de Pesqueira

Grupo repudia tentativas de censura na Paixão de Cristo de Casa Amarela em Recife

Produção de petróleo e gás natural em 2018

2ª semana de janeiro tem superávit de US$ 1,766 bilhão na balança comercial brasileira

Silvio Costa Filho propõe criação de Frente Parlamentar em defesa do Pacto Federativo

Coluna do #PautaPolíticaPE

Paulo Câmara recebe senadores para debater projetos prioritários para Pernambuco