Coluna do #PautaPolíticaPE


Briga entre correligionários expõe desavenças no Patriota - Dentro de uma sigla nanica como o Patriota as desavenças são grandes e contraditoras entre seus membros em Pernambuco. O deputado federal reeleito Pastor Eurico que é presidente estadual da legenda tem falado do "fim da aliança" com o PSB por causa da falta de espaço no novo governo de Paulo Câmara. Contudo, alguns integrantes do partido estão se posicionando contrario ao Pr. Eurico, é o caso dos grupos de Davi Muniz e Benjamim da Saúde, ambos vereadores do Recife, que estão declarando total aliança com o ninho socialista. Portanto, nos bastidores andam comentando  que essa confusão toda do Patriota pode ser um capitulo de novela mexicana com o governador Paulo Câmara, sendo assim, um jogo de estrategia de olho nas eleições municipais de 2020.


Paulo afirma que Pernambuco está aberto ao diálogo - O socialista Paulo Câmara na sua posse no dia 1º falou sobre a relação com o Governo Federal, afirmando que o Estado está aberto ao diálogo, mas que não se submeterá às pautas que comprometam as conquistas de Pernambuco e do Nordeste. “Apoiaremos decisões que beneficiem Pernambuco e o Nordeste, a exemplo das obras complementares da Transposição das águas do Rio São Francisco e da conclusão da Ferrovia Transnordestina. Mas seremos contra, fundados em sólidos argumentos, a iniciativas que comprometam o futuro do Estado e da região, como a privatização da Chesf”, enfatizou. O governador finalizou conclamando a paz e o diálogo em defesa da democracia. “Precisamos de paz, porém não a paz do silêncio imposto pela força. Queremos a paz viva, do debate, do contraditório, da liberdade de opinião. A paz da democracia. Precisamos de paz para trabalhar, vencer a miséria, a violência e o desemprego, para ajudar milhões de jovens a encontrar um futuro melhor e mais proveitoso”, cravou.