Mandato coletivo Juntas (PSOL) continua no pário para presidir Comissão de Direitos Humanos na Alepe


A briga pelo comando da Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular na Alepe é forte entre os parlamentares.  As deputadas do mandato coletivo Juntas (PSOL) estão no pário para presidir essa comissão que desde da outra legislatura, o ex-deputado estadual Edilson Silva, da mesma legenda já comandava. Os deputados que são ligados as igrejas evangélicas também se articulam para ficar a frente da comissão. As Juntas que se posicionaram que estão na ala de oposição independente, pretendem não desistir da disputa e mobilizar a sociedade.

NOTA - Estamos posicionadas na oposição, num lugar de independência, ocupado por divergência ideológica e política da bancada de oposição da Alepe - Assembleia Legislativa de Pernambuco. O não programado adiamento da reunião de instauração da Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular não altera nossa caminhada. Mantemos nossa posição de reivindicação da Presidência da Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação popular. Entendemos representar, por legitimidade e prática política, os movimentos sociais que militam historicamente pela vasta e necessária pauta dos Direitos Humanos. Viemos desses grupos, com eles construímos e dialogamos. Somos ponte.

Estamos prontas e aptas a fazer o diálogo que a sociedade tem por direito com a casa legislativa, atendendo as demandas das pessoas mais vulneráveis no estado, de maneira democrática, coletiva e transparente.

Juntas Codeputadas