Comissão de Defesa Civil é criada na Câmara para fiscalizar pontos sensíveis do Recife no período de chuvas

Foto: Reprodução/A Voz da Comunidade

Presidida pelo vereador Rodrigo Coutinho (Solidariedade), grupo conta com o total de sete parlamentares que se disponibilizarão para fiscalizar as áreas de risco do Recife e implementar uma série de medidas que estimulem a prevenção e discussões acerca da temática.

Todos os anos a capital pernambucana sofre com os impactos causados pelas chuvas. Seja em alagamento de vias que geram transtornos no trânsito e no comércio da cidade ou com a suspensão de aulas, cancelamentos de voos e prejuízos materiais para os recifenses. Em cenários mais delicados, como o desta semana, pessoas morrem por conta dos impactos ligados aos fortes índices pluviométricos. Com o intuito de reduzir esses prejuízos, o vereador Rodrigo Coutinho (Solidariedade) propôs a criação de uma Comissão Representativa de Defesa Civil para fiscalizar as áreas de risco do Recife e implementar uma série de medidas que estimulem a prevenção e discussões acerca da temática.

Entre as atividades da Comissão estará a proposição, discussão e o incentivo de políticas públicas com o foco na resolução de problemas relacionados à intensidade das chuvas. Além do presidente Rodrigo Coutinho (Solidariedade), o grupo é composto pelos parlamentares Renato Antunes Guimarães (PSC), Eriberto Rafael (PTC), Almir Fernando Alves (PC do B) e Ivan Moraes (PSOL), Alcides Teixeira Neto e Samuel Salazar, estando estes dois últimos sem partido definido.

Uma das questões reivindicadas por Coutinho na sessão plenária que ocorreu na tarde desta segunda-feira (17) na Câmara Municipal do Recife foi o número reduzido de guardas da CTTU para direcionar o trânsito delicado que costuma ser recorrente em dias de chuva. Esse seria, de acordo com ele, um dos pontos fundamentais de discussão do grupo.

"O nosso foco será a cidade como um todo. Sabemos que é um cenário complexo e que não conseguiremos resolver todas as questões. Mas é o nosso dever de fiscalização e proposição, enquanto membros do poder legislativo, e que vai ser fortemente colocado em nossa frente. O cenário do Recife é alarmante, e exige medidas como essa. Além das áreas de risco precisamos achar soluções para o trânsito.”, explica

A previsão é que os sete parlamentares que compõem o grupo se reúnam para definir a agenda de atividades nesta terça-feira (18).

Fonte: Assessoria de Imprensa